Recursos/White Papers

Tecnologia

Seja inteligente sobre Cloud e Edge Computing

Feitas corretamentes, a nuvem e a Edge Computing fornecem uma solução simbiótica única. Não são e nunca serão mutuamente exclusivos

David Linthicum , InfoWorld/EUA

Publicada em 05 de agosto de 2018 às 09h49

Ouço todos os dias: "Estamos indo além da nuvem para a Edge Computing". Bastante hypey e nada lógico.

A Edge Computing é um truque útil. É a capacidade de colocar o processamento e a retenção de dados em um sistema mais próximo do sistema de destino para o qual ele coleta dados, além de fornecer processamento autônomo.

As vantagens arquitetônicas são muitas, inclusive não ter que transmitir todos os dados para os sistemas de backend, típicos da nuvem, para processamento. Isso reduz a latência e pode fornecer melhor segurança e confiabilidade também.

Mas, e isso é um grande "mas", sistemas de Edge Computing não estão sozinhos. Na verdade, eles trabalham com sistemas de backend para coletar dados principais e fornecer processamento mais profundo. É assim que a Edge Computing e a computação em nuvem fornecem uma solução simbiótica única. Não são, e nunca serão, mutuamente exclusivas.

Algumas práticas recomendadas estão surgindo em Edge Computing que permitem que as empresas forneçam melhor uso de ambas as plataformas. Aqui estão alguns:

- Se possível, a Edge Computing deve executar todas ou partes da mesma árvore de códigos encontrada na nuvem. Isso significa que, se você estiver atualizando o software baseado na borda da rede, estará atualizando o software baseado em nuvem ao mesmo tempo. Assim, você precisa usar os mesmos sistemas operacionais, processadores e assim por diante, tanto na nuvem quanto na borda. Além disso, o software deve estar ciente de onde está sendo executado, na plataforma na borda ou na nuvem.

- A segurança deve ser sistêmica para as plataformas de nuvem e da borda e centralizadas. Isso significa que o sistema de segurança que você está usando para seus sistemas baseados em nuvem precisa se estender até a borda, se possível. É muito mais fácil lidar com serviços de segurança comuns do que operações de segurança únicas para a nuvem e para cada um dos muitos sistemas de Edge Computing. Você perderá a noção rapidamente e coisas ruins acontecerão.

- Assim como a segurança precisa ser sistêmica, o gerenciamento e o monitoramento também. Os sistemas de Edge Computing são principalmente dispositivos IoT que funcionam em ambientes que não são controlados. Um dispositivo computacional na borda precisa ser reinicializado, retrabalhado ou substituído rapidamente, para que o software de monitoramento forneça alertas assim que o ASAP e o software baseado em nuvem recebam informações de que o dispositivo não estará recebendo dados.

edge

O hype computação de ponta vai gerar confusão nos próximos anos. Para evitar essa confusão, você precisa entender quais funções cada tipo de sistema desempenha e precisa entender que muito poucas tecnologias assumem as tecnologias existentes.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui