Recursos/White Papers

Tecnologia

Como construir uma equipe de Inteligência Artificial altamente eficaz

Quatro organizações compartilham suas experiências em IA, desde o início dos projetos

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 02 de abril de 2018 às 07h19

De especialidade e pesquisa de nicho, a AI está se tornando rapidamente um aspecto vital da estratégia de Transformação Digital de muitas empresas. A maturidade das ferramentas de ciência da informação e de Machine Learning, bem como o aumento das plataformas de IA facilmente acessíveis na nuvem, estão alimentando essa tendência, permitindo que as empresas explorem novas formas de extrair o alto valor comercial dos dados existentes e acumulados.

Mas para tirar o máximo proveito da IA ​​na empresa, você precisa ter uma equipe forte. Aqui, examinamos como quatro organizações assumiram o desafio de montar uma equipe de IA de alto nível para suportar novos projetos.

O que parece ser bem sucedido

Ao construir uma equipe de IA, é importante saber que a aplicação de IA requer a combinação de vários papéis com diferentes habilidades.

"No início, tentamos recrutar para um único papel - o de cientista de dados - que acreditávamos possuir todos os recursos que precisávamos. Essa abordagem não funcionou ", diz Chris Brazdziunas, vice-presidente de produtos da LogRhythm, uma empresa de inteligência de segurança. "Nossa  experiência mostrou que um grupo de IA precisa de pelo menos três funções distintas: um engenheiro de dados para organizar os dados, um cientista de dados para investigar os dados e um engenheiro de software para implementar aplicativos".

Em 2017 a LogRhythm contratou cinco pessoas em seu grupo IA e planeja crescer o grupo para 10 pessoas este ano.

Já para a empresa de serviços profissionais EY, os papéis de IA dividem-se em três linhas.

"Atualmente, nossa abordagem de IA se divide em três partes: geração de informações, interpretação de informações e decisão sobre essa informação", diz Martin Fiore, líder de talentos fiscais da EY Americas. Até agora, para EY, "a capacidade de geração de informações é atualmente a mais forte", acrescenta Fiore.

Os esforços de IA da Thomson Reuters evoluíram até o ponto em que a peça de interpretação está em produção. Desenvolvido em cooperação com jornalistas daa Reuters, a Reuters News Tracer foi construída usando IA.

"Esta aplicação consome informações do Twitter e filtra as notícias publicadas na plataforma. Pode distinguir entre um rumor e um fato com precisão de aproximadamente 70 por cento ", explica Khalid Al-Kofahi, chefe do centro de computação cognitiva da Thomson Reuters.

A Thomson Reuters já traduziu habilidades de AI em um produto em apoio ao seu negócio.

Recrutamento e retenção de talentos em IA

Os profissionais da IA estão em alta demanda. Para montar - e manter - uma equipe de IA,  recrutamento e retenção são fundamentais. Mas isso não significa necessariamente ter que procurar fora da organização.

Desenvolver o talento de IA internamente faz parte da abordagem da EY.

"No grupo de impostos da EY, oferecemos treinamento extensivo sobre questões tributárias técnicas. No entanto, também estamos começando a adicionar treinamento sobre automação e IA.Há uma grande escassez de talentos no mercado de trabalho, principalmente a nível de pós-graduação. Essa é uma das razões pelas quais decidimos investir recursos treinando nosso pessoal ", diz Fiore. No ano passado, a EY contratou mais de 20 profissionais focados em automação e IA e treinou outros tantos.

O recrutamento de talentos de IA em um mercado de contratação quente geralmente exige ir recutá-los diretamente em instituições acadêmicas.

"Ser ativo na comunidade - especialmente em conferências e artigos de publicação - apoiou nossos esforços de recrutamento em Columbia, MIT e outras organizações líderes ", explica o Al-Kofahi, da Thomson Reuters.

Mas investir em contratações não é suficiente. Você também precisa retê-los, já que o assédio é grande.

"Quando se trata de retenção de profissionais de IA, alguns fatores fazem muita diferença. Tivemos que pensar na carreira desses profissionais e mostrar quais outras oportunidades estavam disponíveis. Em segundo lugar, incentivamos nossos funcionários a participar ativamente da comunidade profissional, incluindo a participação em conferências, a participação de Meetups e outras atividades ", afirmou Brazdziunas, da LogRhythm.

O desenvolvimento profissional não é a única maneira de crescer: a autonomia também é importante.

"Além das atividades externas, nós damos aos nossos talentos da IA algum tempo livre para se dedicarem a realizar suas pesquisas e gerar novas ideias", acrescenta Brazdziunas. Para os profissionais interessados ​​em pesquisa, esse suporte irá percorrer um longo caminho.

IA

Como organizar seus esforços de IA

No setor de tecnologia, a Bell Labs e o Xerox PARC são grandes como exemplos de apoio corporativo para pesquisas. Além de amplas unidades de pesquisa como o Google X, várias organizações estão criando departaentos com foco em IA. No Canadá, o Royal Bank investiu fortemente na IA, estabelecendo um laboratório de pesquisa ​​em Edmonton.

Porém, a pesquisa pura não é a única maneira de estruturar sua organização IA. Considere a abordagem que a Thomson Reuters seguiu.

"Nossa organização possui três grupos principais: pesquisa tradicional, desenvolvimento de aplicativos e experiência do usuário", explica Al-Kofahi. "Minha filosofia para o grupo combina dois temas: seguir o negócio e liderar o negócio. Isso significa que nós oferecemos melhorias incrementais para o negócio e criamos ideias e produtos inteiramente novos ".

Quando se trata de mover conceitos e produtos de IA do mundo da ciência da computação para o uso comercial, prestar atenção à experiência do usuário é fundamental.

"Na minha opinião, a IA é a nova Interface de Usuário [UI, na sigla em inglês], explica Elliott Yama, vice-presidente assistente de Machine Learning do provedor de software Apttus. "Max, nosso assistente de IA, é projetado para uso conversacional e orientado a fazer perguntas de acompanhamento", acrescenta Yama.

O design da experiência do usuário também é um foco na Thomson Reuters.

"Se você quiser criar aplicativos que mudem a forma como os profissionais conseguem realizar o seu trabalho, a experiência do usuário é uma grande parte dessa história", diz Al-Kofahi.

Solução Alternativa: mercados independentes

E se sua organização não estiver pronta para recrutar um Ph.D. de ciência da computação? Existem outras maneiras de começar a trabalhar com IA.

Anand Kulkarni, fundador e CEO da Crowdbotics, contratou três especialistas em Machine Learning da Upwork, um grande mercado de talentos. Crowdbotics está longe de estar sozinho. De acordo com o relatório do Q1 2017 Skills Index, da Upwork , a demanda por habilidades de IA é a segunda de crescimento mais rápido.

Usando talentos freelance, os esforços de IA da Crowdbotics foram capazes de melhorar a precisão das estimativas do projeto para seus clientes. "Se você está construindo algo como um aplicativo da Web com base em banco de dados, temos a capacidade de melhorar o desenvolvimento. Isso inclui sugerir o uso de bibliotecas específicas em desenvolvimento. Em alguns casos, podemos reduzir o tempo de desenvolvimento \a metade", diz Kulkarni.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui