Recursos/White Papers

Tecnologia

5 tendências de Cloud Computing para manter no radar

lista leva em consideração a rapidez com que as empresas em nuvem podem crescer hoje

Alexandre Souza *

Publicada em 05 de março de 2018 às 12h17

Dias atrás, durante o SaaStr 2018, um dos maiores eventos de Cloud Computing do mundo, a Bessemer Venture Partners (BVP) divulgou o estudo State of the Cloud 2018, que serve como guia para inovações da indústria de cloud e expôs as maiores tendências do setor.

Separei os principais insghts compartilhados com exclusividade no evento:

Ascensão da Serverless Computing
A contratação de um servidor na nuvem conseguiu agilizar o processo de desenvolvimento e proporcionalizar escalabilidade de maneira muito mais rápida e prática, facilitando a vida do desenvolvedor. Sem dúvidas, o Serveless computing veio para ficar. Além da tecnologia continuar crescendo, os investidores buscam empresas que desenvolvem soluções para o conceito.

state1

state2

APIs dirigem a inovação
No futuro conectado, APIs vão dirigir a inovação. Segundo pesquisa da IBM, 66% das empresas gostariam de desenvolver experiências mais personalizadas para cada cliente. Criar experiências únicas é um desafio gigantesco, mas com o uso de APIs o caminho é facilitado. Com eles, os desenvolvedores conseguem integrar funcionalidades, desenvolver inteligência artificial de maneira mais eficiente e assim criar experiências personalizadas e automatizadas. APIs são a inovação.

state3

 

state2

Movimento de Screenless Software (Software sem tela)
O software sem tela quer eliminar a interface, e está conseguindo. Cerca de 20 milhões de Alexas e 7 milhões de Google Home já foram vendidos. A voz é o próximo campo de batalha dos softwares, e não só dos softwares. Uma pesquisa divulgada pela KPCB mostrou que quando pesquisamos termos por voz, o número de palavras cresce consideravelmente. Isso deve trazer mudanças na forma com que todo o conteúdo é distribuído pela internet, e vai mudar o jeito com que pensamos em marketing.

Valores criam valores
O SaaStr mostrou também que inovação não é só código, é também capital humano. De acordo com o Guia da BVP, um bom código de cultura interna, que possibilite o alinhamento da visão, missão e valores da empresa com seus colaboradores, é essencial para o desenvolvimento. É como se a cultura organizacional fosse um produto que é vendido e desenvolvido para a equipe de trabalho. Uma boa cultura pode reter talentos e impulsionar a inovação.

nuvem

Inovações fora do Vale
Sim, a pesquisa da BVP revelou que cada vez mais empreendedores e investidores estão olhando para além do Vale do Silício. Europa, China e porque não, Brasil? Logo no começo de 2018, nosso país conseguiu formar e exportar para o exterior dois unicórnios. Isso demonstra como nosso ecossistema de tecnologia está se desenvolvendo e ficando maduro. Está na hora de pensar global e olhar além das fronteiras.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui