Recursos/White Papers

Tecnologia

Papel do CIO mudará. Veja esta e outras 8 previsões para a TI

Todas partem da premissa de ter o cliente como ponto principal de uma nova jornada conectada e integrada em diversas interfaces

Da Redação

Publicada em 06 de fevereiro de 2018 às 07h28

O ano passado foi marcado por diversos avanços em TI, com implementação de soluções desenvolvidas para apoiar empresas que buscam mais eficiência na gestão e superação das expectativas de seus clientes. Para este ano, espera-se que organizações possam olhar ainda mais para a integração de plataformas e, principalmente, de dados, em um contexto que envolverá cada vez mais inteligência artificial, realidade aumentada e internet das coisas (IoT, na sigla em inglês).

Marcelo Ramos, vice-presidente sênior e gerente-geral da Axway, elenca nove previsões para 2018 que mantém a premissa de ter o cliente como ponto principal de uma nova jornada conectada e integrada em diversas interfaces. Confira:

1. Nova experiência do cliente exige abordagem holística
As organizações sabem que a experiência do cliente é um diferenciador estratégico, mas, muitas vezes, algumas ações falham, uma vez que foram muito pontuais e focadas em iniciativas básicas, como estratégias de atendimento multicanal. Por isso, em 2018, não basta apenas focar em uma parte do processo, como atendimento por exemplo. É necessário que as companhias adotem uma abordagem holística para o gerenciamento da experiência do consumidor, começando nos bastidores da gestão até a entrega final de um produto ou serviço.

2. Bancos precisam explorar o valor de seus dados
A crescente expectativa dos clientes em conjunto com os modelos ortodoxos de interações transacionais e os novos concorrentes no mercado de serviços financeiros ameaçam os modelos bancários tradicionais. Por isso, os bancos enfrentarão mais concorrência e terão de repensar como manter vantagem competitiva no próximo ano. Explorar de maneira estratégica a riqueza de sua base de dados será fundamental e poderá definir o futuro dessa indústria.

3. Integração de dados pode trazer mais segurança
Em 2017, uma série de incidentes de alta relevância manteve a segurança e privacidade dos dados na agenda corporativa. Em 2018, as organizações perceberão que os dados capturados pelas equipes de segurança podem ser usados ​​para dar suporte às iniciativas de experiência do cliente. Isso exigirá que as empresas repensem as estratégias tradicionais de integração de dados, segurança e atendimento.

4. Varejistas precisam integrar os mundos físico, digital e robótico
A oferta de um atendimento consistente, personalizado e convincente em lojas físicas com propriedades digitais se manteve como um grande desafio para os varejistas tradicionais em 2017. Por isso, em 2018, esse setor terá um desafio ainda mais complexo à medida que os consumidores aumentam a interação com chatbots e outras interfaces, além de serem mais exigentes com as marcas. Para ser bem sucedido, os varejistas terão que combinar dados de diferentes fontes para construir uma rede de experiência que abranja interações físicas, digitais e robotizadas.

5. Papel do CIO mudará (novamente)
À medida que a nuvem e outras soluções digitais democratizaram o acesso à tecnologia, o papel do CIO passou por mudanças incríveis. Enquanto nos últimos anos surgiram novos títulos como Chief Digital Officer, a tendência do próximo ano é que o CIO seja a pessoa encarregada por dirigir iniciativas de transformação digital muito mais profundas na companhia. Isso exigirá que os executivos alavanquem as novas tecnologias, como inteligência artificial e a Internet das Coisas, fortalecendo os ecossistemas digitais e repensando as habilidades existentes para colocar o cliente como foco do negócio.

6. Dados serão aplicados à realidade de um mundo tridimensional
Embora o volume dos dados digitais continue aumentando, as empresas permanecem em um limbo entre ter estes dados disponíveis e a forma como trabalha-los no mundo físico.

Por isso, a realidade aumentada começará a permitir que as organizações se movam além das telas bidimensionais atuais e apliquem dados à realidade de um mundo tridimensional. À medida que todas as organizações começam a abraçar a realidade aumentada, novas oportunidades para experiências de clientes surgirão e a importância da integração de dados, segurança e governança só aumentará.

7. Integração híbrida de dados se tornará a nova norma
A utilização das APIs, a rápida adoção do Software como Serviço (SaaS) e as demandas globais do universo digital (ritmo, produtividade e poder dos desenvolvedores) obrigaram as organizações a repensar a integração de dados. Em 2018, as plataformas de integração híbridas - em termos de nuvem e no local, bem como padrões de integração - se tornarão a nova norma e o grande serviço empresarial tradicional se tornará uma coisa do passado.

2018tendencias

8. Inteligência artificial na saúde: da ficção científica para a realidade
Uma evolução na saúde baseada em valores de dados, combinada com desafios associados ao aumento dos custos de serviços, juntamente com aumento da mobilidade está forçando as organizações de saúde a repensar os processos estabelecidos.  Com isso em mente, em 2018, empresas deste segmento aumentarão os investimentos em inteligência artificial para enfrentar os desafios e melhorar a experiência dos pacientes, assim como o suporte à decisão clínica, o diagnóstico do paciente e a medicina de precisão.

9. Fabricantes automotivos precisam investir na mobilidade eletrônica para atender às exigências do cliente em constante evolução
O mercado automotivo está sendo impactado pela adoção popular de carros elétricos como o Tesla e veículos autônomos, forçando a indústria automotiva a investir em novas tecnologias para acompanhar ciclos de produção curtos, ambientes complexos com Internet das Coisas e a necessidade de informações confiáveis em tempo real no cockpit. Em 2018, a eletromobilidade substituirá os principais componentes automáticos anteriores, como o motor e a engrenagem, e novos componentes como motores elétricos, infraestrutura baseada em nuvem e baterias da próxima geração devem ser produzidos e mantidos.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui