Recursos/White Papers

Tecnologia

Fornecedores exageram sobre recursos de IA e geram confusão, diz Gartner

Ansiosos para ganhar dinheiro com a "corrida do ouro" em torno da Inteligência Artificial, usam o rótulo antes de poderem oferecer valor comercial

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 19 de julho de 2017 às 10h25

Fornecedores estão exagerando as capacidades de Inteligência Artificial de seus produtos para ganhar dinheiro com a "corrida do ouro" em torno da tecnologia, afirma o Gartner. E esse uso prematuro da IA nas estratégias de produtos de muitos deles criou uma "confusão considerável" no mercado.

"À medida que a Inteligência Artificial acelera o hype em torno dela, muitos provedores de software estão tentando pegar carona nesse movimento, usando o rótulo indiscriminadamente", disse Jim Hare, vice-presidente de pesquisa da Gartner. "A IA oferece possibilidades excitantes, mas, infelizmente, a maioria dos fornecedores está focada no objetivo de simplesmente construir e vender produtos baseados na tecnologia, em vez de primeiro identificar necessidades, usos potenciais e o valor comercial da tecnologia para os clientes".

O fenômeno é semelhante ao "greenwashing" quando as empresas exageram a aderência ambiental de seus produtos ou práticas para benefício comercial", disse o Gartner.

Mais de 1 mil fornecedores de aplicativos e plataformas se descrevem como fornecedores de IA, ou dizem que empregam IA em seus produtos, de acordo com pesquisas da consultoria.

"O enorme aumento de startups e de fornecedores estabelecidos que afirmam oferecer produtos de IA sem qualquer diferenciação real está confundindo os compradores", afirmou a Hare. "Use o termo 'IA' com sabedoria em seus materiais de vendas e marketing. Seja claro no que diferencia sua oferta de IA e o problema que ela resolve."

Em muitos casos, o ruído em torno da IA ​​está "ofuscando o valor" de abordagens mais diretas e comprovadas, disse Gartner.

IA

O resultado imediato é a cautela por parte dos clientes, que acreditam não possuir habilidades para avaliar e implantar soluções de IA.

Mais de metade dos entrevistados em uma pesquisa sobre estratégia de desenvolvimento de IA realizada pelo Gartner em abril indicou que a falta de habilidades necessárias para o pessoal era o principal desafio para a adoção de IA nas organizações.

"Os fornecedores de software precisam se concentrar em oferecer soluções para problemas de negócios e não apenas tecnologia de ponta", disse Hare. "Destaque como sua solução de IA ajuda a resolver a falta de habilidades e como pode oferecer valor mais rápido que tentar construir uma solução personalizada de AI internamente".

O Gartner prevê que, até 2020, a IA será uma das cinco principais prioridades de investimento para mais de 30% dos CIOs.

De acordo com o estudo CIO 2017, realizado pela CIO Austrália e publicado este mês , 47% dos principais líderes de TI estarão pilotando ou implantando tecnologias de Inteligência Artificial e de Machine Learning nos próximos 12 meses. Isso é mais do que qualquer outra tecnologia emergente, incluindo Blockchain, Realidade Aumentada ou Wearables.

Como um respondente da pesquisa colocou: "A Inteligência Artificial está entrando em tudo. Há muita curiosidade no mercado, mas não há exemplos práticos ".



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui