Recursos/White Papers

#Brandpost | Saiba mais Patrocinado por

As 10 tendências da nuvem que definirão 2017

As tecnologias de nuvem se popularizaram, mas a migração para a nuvem não é imediata. Veja algumas abordagens para 2017

Por Tableau

Publicada em 20 de março de 2017 às 18h27

Em 2016, a nuvem se popularizou, mas isso não significa que a migração para a nuvem é sempre fácil ou total. Cada vez mais as empresas consideram a migração para a nuvem um processo longo e dividido em etapas. A nuvem pode fazer parte do novo padrão, mas não atende a todas as empresas da mesma forma. Cada empresa precisa encontrar a melhor maneira de aproveitar todos os recursos que a nuvem oferece.

Estas são algumas das abordagens que as empresas adotarão em 2017 para migrar para a nuvem ou para tornar esse processo mais produtivo.

Não é preciso migrar totalmente para a nuvem

A nuvem está se tornando o padrão, mas não é por isso que você precisa migrar todos os seus dados para lá. Adotar a nuvem cegamente não faz sentido algum. Muitas empresas já identificam melhor quais dados devem ser armazenados na nuvem e quais devem continuar armazenados localmente. Adotar um ambiente de dados híbrido continuará sendo uma tendência.

As funções e as habilidades da TI estão mudando, graças aos avanços tecnológicos

A TI não precisa mais dedicar longas horas à preparação de relatórios para os usuários da empresa. Agora a função da TI é ajudar os funcionários de toda a empresa a trabalhar com os dados armazenados na nuvem, ou fora dela, utilizando a análise de autoatendimento. Os aplicativos de software como um serviço (SaaS) estão proliferando, mas a TI precisa aprovar o seu uso para garantir a segurança. Esses aplicativos são confiáveis? Eles exigem suporte? Suas permissões foram concedidas adequadamente? A TI evita a poluição do ecossistema de dados, para que todos possam analisar os dados com segurança.

Os aplicativos hospedados na nuvem facilitaram muito esse trabalho. Agora a TI pode acompanhar de perto diversos tipos problemas, como os de autenticação e permissão de dados. Garantir que todos estejam trabalhando com os dados certos nunca foi tão fácil. Isso também gera menos preocupações para os usuários, porque eles sabem que estão trabalhando com dados seguros. A TI está se tornando um orientador que indica ao usuário as áreas seguras e produtivas.

Maior eficiência

Os aplicativos hospedados também simplificam e tornam mais eficientes as operações empresariais internas. Isso gera um impacto significativo na agilidade dos negócios. Os produtos de SaaS, fornecidos por empresas como NetSuite, Concur e Tableau, reduzem o tempo de implantação e eliminam processos de atualização cansativos. Isso representa uma economia de tempo e dinheiro, pois permite que os usuários se concentrem na análise dos dados para encontrar informações que melhorem os resultados da empresa.

Os provedores de serviços de nuvem aumentam a eficiência de seus clientes, garantindo sua conformidade com as políticas de dados globais em outros países. Para empresas internacionais, tentar entender as políticas que envolvem soberania e segurança dos dados de cada local é uma grande dor de cabeça. Os provedores de serviços de nuvem têm os recursos adequados para estar sempre em conformidade com as políticas globais, para que as empresas que usam a nuvem não precisem se preocupar com isso. Os provedores de serviços de nuvem também cuidam da segurança dos dados, poupando as empresas de outra tarefa difícil.

Migrar para a nuvem não significa apenas mudar os dados de lugar, mas também transferir as tarefas complexas para os provedores de serviços de nuvem, para que você possa se concentrar no crescimento dos seus negócios.

O foco da Internet das Coisas (IoT) está mudando

A Internet das Coisas está passando por uma mudança importante, já que a maioria dos seus dados está na nuvem. Antes o foco era capturar dados de vários objetos. Agora o foco está mudando para uma fase nova e mais aprofundada: a análise.

Essa mudança está em sintonia com as demais mudanças do setor. O produto revolucionário de ontem será a ferramenta comum de amanhã, e as tarefas ficarão cada vez mais complexas.

A colaboração avança a passos largos

Na teoria, a colaboração é sempre uma ótima ideia, mas na prática ela pode ser muito difícil. Quem já não participou de reuniões intermináveis que não resolvem nada? Mas agora há uma nova esperança para as empresas que preferem a máxima “Duas cabeças pensam melhor do que uma” ao ditado “Se quiser algo bem feito, faça você mesmo”.

Os aplicativos de dados viabilizam a colaboração tornando-a tão fácil quanto outras interações on-line. Pense em como é fácil “colaborar” com amigos no Facebook para planejar uma viagem. Os aplicativos de dados agora permitem a criação de painéis fáceis de compartilhar e comentar, e eles estão levando essa mesma facilidade para o local de trabalho, otimizando a análise de conjuntos de dados complexos na nuvem. Até mesmo o famoso “trabalho de grupo” fica mais fácil, porque as ferramentas são intuitivas e rápidas.

Quer saber mais? Conheça as outras abordagens que as empresas estão adotando para migrar para a nuvem em 2017. Baixe o whitepaper agora.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui