Recursos/White Papers

Tecnologia

Armazenamento em flash: Quando e o que mudar

Mesmos os pioneiros na adoção precisam se manter atualizados quanto a novos desenvolvimentos tecnológicos e correntes de pensamento relacionados ao modelo

James Honey *

Publicada em 11 de janeiro de 2017 às 12h07

O armazenamento em flash tornou-se uma tecnologia popular, e a 451 Research espera que esse mercado alcance US$ 9,6 bilhões até 2020. Na medida em que o custo da tecnologia se torna menos proibitivo e benefícios como recursos para melhora de desempenho e processos simplificados de provisionamento e otimização de sistemas se tornam mais procurados, fica claro que o armazenamento em flash veio para ficar. Embora algumas organizações possam ter aproveitado precocemente as vantagens dessa tecnologia em rápido desenvolvimento, uma grande quantidade de empresas ainda não fez a transição. A sua organização pode muito bem se enquadrar nesta categoria.

Para aqueles que ainda estão se preparando para integrar o armazenamento em flash, apresentamos algumas diretrizes sobre quando e o que mudar para o flash. 

Quando mudar (e como fazê-lo)
Se sua organização ainda não migrou para o flash, vocês devem, pelo menos, estar considerando essa possibilidade. A tecnologia influenciou o setor de tal forma, que a relação entre custo e desempenho, que costumava representar um obstáculo significativo para muitas empresas, se tornou ideal. E a relação continua a melhorar a cada dia; portanto, quanto mais você continua a adiar a mudança para o flash, mais custos de infraestrutura serão desperdiçados com armazenamento em disco.

Como acontece com qualquer outra mudança ou atualização tecnológica, existem vários desafios que podem complicar a adoção. Para garantir uma integração vantajosa e contínua do armazenamento em flash, você deve se preparar antes da compra. Para isso, incentive sua organização a fazer uma prova de conceito que analise as necessidades de desempenho dos aplicativos que serão migrados para flash; isso ajudará a entender como será a qualidade do desempenho mais adiante.

Uma prova de conceito é especialmente importante quando sua organização precisa implementar uma infraestrutura totalmente nova para dar suporte ao armazenamento em flash. Se for esse o caso, o custo se estenderá além da simples compra de um dispositivo flash, o que torna necessário um entendimento de como sua empresa se beneficiará do flash para criar um caso de negócio adequado e obter um ROI que valha a pena.

Estas são algumas perguntas importantes a serem feitas ao considerar uma mudança para o flash:

·  Quais são os requisitos de desempenho do aplicativo?

·  Devo mudar tudo para o flash, ou somente algo específico?

·  O aplicativo, código e infraestrutura estão otimizados para flash?

·  Se eu comprar a solução de um novo fornecedor, como ela funcionará com o que já tenho?

·  Tenho as ferramentas de gerenciamento e monitoramento corretas?

·  Tenho ou preciso de tecnologia de redução de dados?

Como quase todos os fornecedores de hardware oferecem algum tipo de solução em flash, muitas organizações enfrentam dificuldades ao decidir onde comprar um dispositivo: com um fornecedor estabelecido ou uma startup? Cada opção apresenta seus prós e contras, e essa é outra faceta da migração para flash que seria melhorada com uma prova de conceito.

Por exemplo, se você estiver em busca de uma solução de ponta, startups como a Nimble e a Pure não estão sobrecarregadas com infraestruturas legadas, com um foco em inovação de produtos que você não encontra em alguns dos fornecedores estabelecidos. Por outro lado, se você precisar de uma solução globalizada com experiência em monitoramento e gerenciamento de armazenamento, fornecedores estabelecidos costumam ser a melhor opção, pois vêm estimulando o avanço da tecnologia flash há alguns anos, enquanto as startups ainda estão correndo atrás de recursos considerados mais tradicionais.

armazenamento

O que mudar (e por quê)
Assim que sua organização tiver feito uma auditoria criteriosa em termos de compreender as necessidades de desempenho, como podem ser atendidas por uma implementação de flash e qual fornecedor e dispositivo usar, é hora de considerar quais dados devem ser migrados.

Em termos gerais, a capacidade do flash deve ser alocada a todos os aplicativos e dados associados que tenham altos requisitos imprevisíveis de E/S (talvez um aplicativo na Web voltado aos funcionários que possa ser acessado por centenas de pessoas em diferentes momentos do dia). O flash é especialmente útil em recursos como VDI, que exigem altos IOPs, mas pouco espaço de armazenamento efetivo apenas para proporcionar o desempenho necessário para lidar com tempestades de inicialização. Sem o flash, você teria comprado uma matriz de armazenamento com centenas de unidades de discos rígidos, e a maior parte do espaço delas não seria usada. O flash proporciona essa capacidade de desempenho e muito mais, sem fazer com que a empresa desperdice recursos ao comprar recursos de armazenamento em excesso.  

O flash também deve ser usado para dar suporte a soluções de servidor virtualizado, por exemplo. Enquanto aplicativos estão sendo consolidados a fim de baixar custos e maximizar o investimento que seu departamento de TI está fazendo em seus servidores, todos esses dados ainda precisam residir em um dispositivo de armazenamento compartilhado. As capacidades de desempenho do flash garantirão que os dados não fiquem sujeitos a congestionamentos ou latência. Da mesma forma, aplicativos e serviços essenciais aos negócios (como SQL Server, SharePoint, Oracle, o já citado VDI, entre outros) também devem ser incluídos em dispositivos de armazenamento em flash para manter a produtividade e a eficiência.

Práticas recomendadas
Essas diretrizes de preparação e implementação de uma solução flash são um bom ponto de partida para a jornada da sua organização rumo ao flash. Para ajudar a garantir que sua empresa consiga concretizar todos os benefícios de uma integração de flash no futuro, aproveite as principais práticas recomendadas:

·  Entenda suas necessidades de desempenho. Surpreendentemente, é comum que os administradores de armazenamento e outros profissionais de TI se apressem para implementar de dispositivos flash, sem considerar o nível de desempenho necessário. A resposta deve ir além de "preciso de uma solução de armazenamento mais rápida". Pense nos requisitos de tamanho de bloco de cada aplicativo e nos requisitos de latência associados, bem como nos intervalos de desempenho de cada um deles: você antecipa picos diários, semanais ou mensais? É por isso que um exercício de prova de conceito é importante, pois ele mostra a qualidade do desempenho ao longo de um período e ajuda a tomar decisões bem-informadas sobre configuração e provisionamento.

·  Prepare-se para o crescimento. Apesar do crescimento contínuo da capacidade e da funcionalidade da tecnologia flash, a quantidade de dados a serem armazenados de sua organização também aumentará. Tecnologias de redução de dados certamente ajudarão, mas a organização deve planejar quais deles devem ser armazenados em flash e quais podem permanecer nas soluções de armazenamento atuais. No fim das contas, você precisa equilibrar o ROI de um investimento em flash com tudo o mais que está no data center.

· Conheça seus congestionamentos. Com o armazenamento em flash, que proporciona um desempenho muito aprimorado, o armazenamento não será mais o primeiro elemento da infraestrutura a arcar com a culpa dos congestionamentos. No entanto, agora você precisará encontrar a nova causa de um congestionamento e, para tanto, contar com um entendimento fundamental da infraestrutura de sua organização. O problema está na rede ou no servidor? O aplicativo está otimizado? A origem pode estar no código do banco de dados? Um sistema completo e abrangente de monitoramento da pilha de aplicativos deve ser implementado para oferecer uma visão detalhada da integridade da infraestrutura física e entre aplicativos e ambientes (locais e na nuvem), o que permitirá encontrar com maior facilidade a fonte de um novo congestionamento.

Conclusão
O armazenamento em flash continua a evoluir. Os pioneiros na adoção precisam se manter atualizados quanto a novos desenvolvimentos tecnológicos e a correntes de pensamento relacionadas ao flash. Além de unidades flash de maior capacidade, existem tecnologias ainda mais novas que devem ser consideradas, como NVMe e 3D Xpoint, entre outras, que podem ser implementadas se e quando os requisitos de desempenho ou comerciais mudarem. No entanto, para os que estão se preparando para a mudança, essas diretrizes sobre quando, o que e como integrar o flash, bem como as práticas recomendadas que as acompanham para futuro gerenciamento, posicionarão sua empresa de forma ideal para iniciar as operações e se beneficiar rapidamente da adoção do armazenamento em flash.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui