Recursos/White Papers

Tecnologia

Infraestrutura de TI existente limita a inovação

As organizações precisam de uma reforma fundamental em suas estruturas a fim de explorarem benefícios da economia digital e da internet das coisas, afirma a Cisco

Da Redação

Publicada em 14 de novembro de 2014 às 08h00

As infraestruturas de TI existentes estão limitando a capacidade de execução e de inovação das empresas, constata a Cisco. A fabricante de tecnologia de rede divulgou um relatório (veja aqui) indicando que as organizações precisam de uma reforma fundamental em suas estruturas a fim de explorarem benefícios da economia digital e da Internet das Coisas (IoT). 

“O papel da TI tradicional, de simplesmente ‘manter as luzes acesas’, garantindo o funcionamento do sistema e mantendo a infraestrutura existente, não é mais viável. A área de TI deve se atualizar em gestão de custos e agilidade”, indica a provedora. 

De acordo com a companhia, as organizações de TI geridas corretamente podem se tornar facilitadores capazes de articular com a empresa e responder a um mundo dinâmico de maior complexidade.

A empresa cunhou o termo Fast IT para o que define como o modelo de tecnologia orientado à Internet das Coisas, possivelmente mais ágil e que, se bem aplicado, estimula inovação e reduz custos a ponto de trazer benefícios anuais entre 20 e 25% nos custos totais de propriedade (TCO, na sigla em inglês). 

O conceito abrange as principais transições da tecnologia atual incluindo nuvem, mobilidade e segurança, análise de dados, aplicativos e internet das coisas. O modelo, ainda, atua de maneira integrada com diferentes áreas dentro da organização. 

A Cisco entrevistou 1,4 mil líderes de TI de empresas no Brasil, Alemanha, Índia, Reino Unido e Estados Unidos. Com base nessas entrevistas a companhia propôs um diagnóstico global sobre os impactos das novas tecnologias nas estruturas organizacionais e listou as principais conclusões que tirou sobre o cenário encontrado:

1. A velha maneira de fazer as coisas não funciona mais

2. A relação da área de TI com a empresa está passando por uma mudança radical

3. Os modelos tradicionais de infraestrutura de TI inibem a transformação

4. A "Economia dos Aplicativos" está transformando fundamentalmente a função da área de TI

5. A nuvem fornece a plataforma

6. Os líderes de TI devem alinhar a estratégia de dados às demandas do negócio em tempo real

7. Não há perímetro de segurança

8. Foco em pessoas, processos e gestão da mudança

9. Gastar o dividendo de IoT que está em jogo proporciona novos recursos



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui