Recursos/White Papers

Opinião

10 tendências para o ERP que podem ajudar a sua empresa a crescer

As fontes das receitas podem ser variadas, mas uma que traz resultados positivos é aquela decorrente do investimento em transformação digital

Renato Oliveira *

Publicada em 12 de abril de 2018 às 09h15

Em um momento em que a recuperação econômica ainda está a passos lentos, as empresas já anseiam retomar o crescimento. Algumas, que saíram ilesas à recessão, buscam não só manter o ritmo de crescimento, como ainda aumentá-lo e ganhar distância da concorrência.
 
As fontes das receitas podem ser variadas, mas uma que traz resultados positivos é aquela decorrente do investimento em transformação digital. A tecnologia é considerada, nessas horas, como aliada para manter a empresa em uma crescente, mesmo em tempos de crise. E ter o auxílio de um software de gestão, um ERP, que integre os dados e processos, é como plantar a semente da transformação digital na sua empresa.
 
Veja, abaixo, 10 tendências que transformam o modo de uso dos sistemas de ERPs nos últimos anos, aumentando ainda mais as possibilidades de crescimento de uma empresa em tempos difíceis:
 
• 1. Consolidação do modelo em nuvem: com um ERP na nuvem você pode acessar as informações de qualquer lugar e a qualquer momento, sendo desnecessário o investimento em equipamentos e espaços físicos. Os provedores da solução é que se preocupam com a disponibilidade e a escalabilidade do seu ambiente, personalizadas de acordo com seu negócio.
 
• 2. Plataforma de serviços periféricos: elas tornam o ERP muito mais eficaz, com automação de processos em SOA/BEM (serviços) e com a capacidade do ERP de se conectar ou comunicar com esses sistemas mais específicos, que são muito mais adequados em funções fim.
 
• 3. IoT (Internet das Coisas): é totalmente integrada aos processos do ERP. Como nas máquinas de chão de fábrica, veículos que geram informações de entrega, sensores inteligentes de estoque e etiquetas inteligentes disparando processos de reposição. Essa evolução tecnológica aliada aos custos cada vez mais baixos de equipamentos e sensores que geram informações é que está provocando uma nova Revolução Industrial.
 
• 4. Novos sistemas: o sistemas de gestão de ERP está evoluindo e ganhando funcionalidades que integram e facilitam as operações, trazendo aplicações mais simples, orientadas a papéis e 100% web. Porém, para que as empresas aproveitem esses recursos e tecnologias é necessário que haja uma mudança de “cultura da planilha” para uma “cultura de informação corporativa”
 
• 5. Implantação mais prática: cada vez mais as empresas exigem que a implantação seja rápida e com baixo custo, já que a dinâmica dos negócios é mais ágil e não permite uma implantação lenta. A utilização de metodologias ágeis, juntamente com uma boa definição do projeto é que possibilitam tal agilidade.
 
• 6. Forte utilização de inteligência artificial (IA): a Inteligência Artificial ainda é uma novidade e apresenta infinitas possibilidades. A cada dia, surge uma nova aplicação que faz o uso da tecnologia, o que auxilia os usuários na obtenção de dados e informações inteligentes. A IA poderá realizar tarefas antes inteiramente humanas, como atendimentos virtuais a clientes e parceiros.
 
• 7. Inteligência no sistema: pode não ser uma tendência do ERP, mas no Brasil a inteligência fiscal destoa por conta das inúmeras obrigações. As soluções de ERP estão se tornando cada vez mais inteligentes na gestão e operação tributária, facilitando e dando segurança para o compliance das empresas.
 
• 8. ERP e Big Data: uma hora ou outra, os softwares se utilizarão de big data para conseguir informações mais confiáveis, inteligentes.

ERP625
 
• 9. Soluções integradas: as soluções de ERP cada vez estão mais integrados e utilizam serviços mais simples e confiáveis, inclusive com redes sociais e aplicações mobile.
 
• 10. Controle na palma da mão: ainda não é possível (nem prático) rodar todo um software ERP em dispositivos móveis. Mas é inevitável que rotinas importantes sejam portadas para aplicativos móveis (apps), visando oferecer ainda mais acesso a informações importantes e, consequentemente, liberdade de ação.
 

(*) Renato Oliveira é diretor executivo da Metalsystem


Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui