Recursos/White Papers

Opinião

Qual é o papel do CFO no aumento da produtividade de uma empresa?

É importante que o especialista em finanças se veja como parte de um contexto e procure atuar de forma mais integrada, agregando valor para o negócio

Ernesto Schlesinger *

Publicada em 06 de setembro de 2017 às 07h39

Aumentar a produtividade da equipe de finanças, impactando de forma significativa a empresa como um todo, é o objetivo de qualquer diretor financeiro (CFO). Existem caminhos para atingir este resultado. Alguns dependem de esforços internos no setor, enquanto outros passam pela sua relação com o restante da corporação e com os acionistas. Confira três dicas que são fundamentais neste processo.

Manter a empresa alinhada às expectativas reais dos acionistas
O diretor financeiro costuma ser o detentor das informações de maior interesse dos acionistas, como os números de retorno e lucratividade e, por isso, o contato entre o CFO e os acionistas é bastante intenso, chegando a ser semanal ou até mesmo diário. Como consequência, o CFO não apenas leva informações sobre o andamento do negócio para os sócios, mas consegue também entender quais são as expectativas dos acionistas, devendo então, compartilhar estas informações com os demais diretores da empresa.

Trabalhar para manter esta comunicação atualizada é fundamental para a empresa aumentar a sua produtividade, pois garante que todos estejam cientes das metas buscadas. Caso contrário, a companhia corre o risco de sofrer divergências significativas de metas entre as áreas. Para realizar esta atividade com sucesso, é importante que o diretor de finanças desenvolva sua competência de relacionamento, com habilidade de influenciar pessoas e promover o alinhamento de diferentes pontos de vista. 

Criar alianças com as áreas de negócios da empresa
A área financeira costuma ser vista como uma parte independente do restante da companhia, com pouco envolvimento com as demais áreas, até mesmo na hora do cafezinho e do happy hour. Por terem um perfil mais técnico, não é raro que profissionais que trabalham com finanças acabem ficando um pouco isolados. Na prática, isso atrapalha a produtividade deste setor, que precisa gerar análises e relatórios, com um entendimento completo do que está acontecendo no negócio como um todo.

Outro desafio vivido pela área financeira é a resistência que as pessoas apresentam naturalmente às atividades de zeladoria realizadas pelo setor de finanças, como auditoria e compliance. Neste contexto, um desafio importante de todo diretor financeiro é estimular os profissionais da sua equipe a desenvolverem seus laços com as pessoas que atuam em outras áreas, da mesma maneira com que buscam relacionamento fora da companhia.

Uma forma de fazer isso é buscar pontos em comum com as outras pessoas, seja no âmbito profissional ou pessoal. Até mesmo uma simples conversa sobre futebol pode ajudar a quebrar o gelo, abrindo espaço para uma rica parceria no futuro. Outro caminho para se aproximar de outros profissionais é procurar sempre levar alternativas e soluções para os problemas quando for realizar algum questionamento. Desta forma, a resistência das pessoas ao profissional de finanças diminui, o que facilita até mesmo a troca de informações entre as áreas e dá agilidade aos processos. 

cfo

Contribuir para os profissionais da área de finanças se reinventarem
O tradicional perfil do profissional de finanças, técnico e introvertido, está em processo de reinvenção há alguns anos devido ao avanço da tecnologia, que aumentou a automatização de planilhas e bancos de dados, liberando os profissionais para desenvolverem um lado mais analítico.

Hoje, um grande desafio de qualquer CFO é estimular sua equipe a olhar não apenas para o seu próprio desempenho dentro da área financeira, mas buscar também ampliar a sua geração de resultado para a empresa como um todo. É importante que o especialista em finanças se veja como parte de um contexto e procure atuar de forma mais integrada, agregando valor para o negócio.

Na minha vivência e nas minhas experiências como diretor financeiro, procuro sempre incentivar este resultado ao quebrar os paradigmas de hierarquia dentro da equipe, mostrando que mesmo a pessoa mais júnior da área tem um papel importante. Também encorajo os gerentes a manterem uma comunicação ativa com as suas equipes, para que todos fiquem atualizados sobre o que acontece dentro da empresa, e se sintam parte de um todo. 

Para aumentar a colaboração e a produtividade, realizo com a minha equipe encontros eventuais durante todo o ano, onde todos participam de jogos e dinâmicas, são informados sobre o andamento dos resultados da companhia, e recebem desafios. Toda criatividade é válida na hora de engajar os profissionais e mostrar que a área de finanças será mais produtiva quanto menos isolada estiver do restante do negócio.

  

(*) Ernesto Schlesinger é diretor financeiro da Logicalis



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui

White Papers