Recursos/White Papers

Opinião

O Blockchain e o novo modelo de confiança

A grande ruptura da tecnologia é a distribuição do controle, onde todos os modelos de negócio centralizados perdem poder

Yoshimiti Matsusaki *

Publicada em 10 de maio de 2017 às 16h53

Indiscutivelmente o Blockchain se apresenta como uma nova tecnologia que vai reconstruir diversos modelos de negócios.

Temos diversas características do Blockchain que vão causar esta disruptura dos mercados. Entre elas podemos destacar: facilidade de acesso e flexibilidade, segurança e autenticação, controle e rastreabilidade, possibilidade de gestão e decisão distribuída.

Estas características têm atraído empresas de diversos segmentos e portes, em especial do mercado financeiro que se sentem diretamente ameaçadas pelos processos distribuídos e principalmente a presença do Bitcoin que já está sendo estruturado em alguns mercados nacionais e globais. O anúncio da oficialização da criptomoeda pelo governo japonês e as ações de regulamentação pela Rússia indicam as mudanças que estão por vir.

blocjchain625

Algumas pessoas percebem a ruptura como sendo proveniente da tecnologia, mas no meu ponto de vista a grande ruptura é a distribuição do controle, onde todos os modelos de negócio centralizados perdem poder, ou seja, os pagamentos podem ser efetuados diretamente entre duas pessoas sem a intermediação de um banco, as informações uma vez compartilhadas são públicas e transparentes, o que gera estrutura de apoio para a gestão de contratos e questões de propriedade intelectual, isso faz com que eu não precise de um órgão regulador tradicional para decidir sobre estas questões.

Claramente outros aspectos de força são criados como, por exemplo, a capacidade de mineração; não há mais espaço para a mineração em pequenas máquinas, cada vez mais serão necessários grandes núcleos de processamento com seus potentes servidores, que por sua vez devem estar hospedados em locais cujo custo de presença seja bastante competitivo, o custo e a forma de geração de energia se tornam um diferencial, pois é o combustível dessas máquinas, poucos países e empresas estão preocupados com essa nova demanda de serviço.

A grande transformação é a mudança das relações pessoais, ou seja, hoje nas relações virtuais temos uma situação de quase anonimato e de irresponsabilidade, por outro lado, combinada com processos extremamente dependentes das grandes instituições normalmente morosas dos quais estão sujeitos às relações do mundo real. Essas relações virtuais vão alcançar outros patamares, pois o que faltava é esse componente de identidade e responsabilidade que complementa a agilidade e capilaridade desse mundo virtual.

Resumindo: Blockchain é uma tecnologia que veio pra tentar resolver um grande problema dessa aldeia virtual global que está se tornando o nosso mundo: relações de confiança e de poder.

 

(*)  Yoshimiti Matsusaki é CEO da Finnet



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui