Recursos/White Papers

Opinião

Governança de processos garante benefícios para corporações

Mas estabelecê-la exige um esforço conjunto na organização, desde o patrocínio da alta direção até a participação do colaborador nas entrevistas e reuniões de mapeamento de processos

Elaine de Carvalho Pinto *

Publicada em 17 de abril de 2017 às 10h35

Nos dias atuais, está cada vez mais claro que as corporações/ precisam avançar no entendimento e na disseminação do Gerenciamento de Processos de Negócio (BPM – Business Process Management). E qual o motivo disso? Os benefícios compensam, conforme apresentados no BPM CBOK, o Guia para o Gerenciamento de Processos de Negócio Corpo Comum de Conhecimento. É só prestar atenção em algumas das vantagens obtidas:

· Organização: operações de negócio são mais bem compreendidas e o conhecimento é gerenciado; monitoramento melhora a conformidade;

· Cliente: colaboradores atendem melhor às expectativas de partes interessadas; compromissos com clientes são mais bem controlados;

· Gerência: confirmação que as atividades realizadas em um processo agregam valor; organização de níveis de alerta em caso de incidentes e análise de impactos;

· Ator de processo: maior segurança e ciência sobre seus papéis e responsabilidades; maior contribuição para os resultados da organização e, por consequência, maior possibilidade de visibilidade e reconhecimento pelo trabalho que realiza.

Essa disciplina gerencial é integra estratégias e objetivos de uma organização com expectativas e necessidades de clientes, por meio do foco em processos ponta a ponta. Além disso, também integra cultura, estruturas organizacionais, papéis, políticas, métodos e tecnologias para analisar, desenhar, implementar e gerenciar desempenho.

boardroom

Estabelecer uma governança de processos exige um esforço conjunto na organização, desde o patrocínio da alta direção até a participação do colaborador nas entrevistas e reuniões de mapeamento de processos. Mas, antes de iniciarmos um trabalho desta natureza, é importante refletir sobre o porquê a organização deseja ou precisa investir em processos.

Os benefícios apresentados à prática de BPM podem ser estendidos aos Sistemas de Gestão da Qualidade e de Segurança da Informação, visto que agregam valor para clientes, gerências, atores de processos e outras partes interessadas. Além de contribuir positivamente para o alcance dos objetivos estratégicos da organização. Em função disso, concluo que: Qualidade, Processo e Segurança da Informação tem tudo a ver. Você concorda?


(*) Elaine de Carvalho Pinto é consultora de Qualidade e Processos da Arcon 



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui