Recursos/White Papers

Opinião

O Blockchain está à altura das expectativas?

A mudança será especialmente sentida por aqueles mercados de alto custo e que são centralizados e sensíveis à fraude

Karl Rieder *

Publicada em 16 de dezembro de 2016 às 11h17

Desde 2015, temos visto a tecnologia Blockchain gerar grandes expectativas no mercado. Após a ascensão do Bitcoin, essa tecnologia tem causado furor no setor de TI, com um efeito semelhante ao big data há cerca de três ou quatro anos. As expectativas são tão altas que especialistas como Mike Gault, CEO da GuardTime, tem afirmado que a aplicação desta tecnologia poderia “inaugurar uma nova era de finanças democráticas e distribuição de poder.” 

É evidente que a tecnologia Blockchain – assim como as tecnologias de ledger distribuído (DLT) em geral, tem um grande potencial baseado na distribuição do crédito e na descentralização, o que pode mudar muitas das práticas correntes no setor dos serviços financeiros. 

Trata-se de um setor no qual a confiança desempenha um papel importante. O mercado depende de terceiros que fornecem créditos para diferentes participantes e players. Neste sistema, os bancos agem como intermediários, colocando em contato mutuários com credores e compradores com os vendedores, legitimando as transações financeiras entre todos os participantes do mercado. 

Sem dúvida, o Blockchain oferece uma oportunidade de mudança radical do modelo atual. As tecnologias DLT podem ser utilizadas para tirar os intermediários da jogada, facilitando a interação direta entre as partes finais. Assim, é possível cortar custos, economizar tempo, melhorar a eficiência, além de gerar oportunidades de mercado, ou seja, revolucionar o cenário que conhecemos e estamos habituados. 

A mudança será especialmente sentida por aqueles mercados de alto custo e que são centralizados e sensíveis à fraude, pois exigem o rastreamento de ativos físicos ou lógicos e se beneficiariam de uma maior transparência e democracia. Eles podem ser públicos, como no caso de Bitcoin, ou privados, com um número limitado de participantes. Na verdade, os mercados privados já estão prontos para aplicar a tecnologia Blockchain.

blockchain625x

Em todos estes casos, o Blockchain permite que várias partes compartilhem uma única visão das operações financeiras, com transparência e segurança. Ao compartilhar os dados, muitos serviços são utilizados para registrar, validar, autenticar ou aprovar transações financeiras não são mais necessários.

A tecnologia Blockchain também pode ser aplicada no segmento de bancos de varejo, principalmente na área de pagamentos e remessas bancárias. Atualmente, pagamentos e transferências para exterior são lentos e caros. O Blockchain oferece uma maneira mais direta de fazer pagamentos internacionais. Na verdade, hoje encontramos uma extensa lista de empresas que oferecem este serviço por meio do Blockchain.

É preciso trabalhar para superar todas as expectativas e colocar a tecnologia Blockchain em prática. Para conseguir isso, o Blockchain tem que ser testado em diversas tecnologias, metodologias e ferramentas, além de provas de conceito. Ao rastrear a posse e a localização de ativos, o Blockchain proporciona maior transparência e eficiência, assegurando que a posse, o preço e a documentação sejam aceitos no mercado; além de reduzir os custos e o risco de fraude, acelerando os processos nas instituições.

 

(*) Karl Rieder é executive consultant da GFT



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui