Recursos/White Papers

Notícias

Oracle anuncia disponibilidade do Autonomous Data Warehouse Cloud

Solução oferece capacidades complexas de auto instalação, configuração, administração e ajustes sem abrir mão de

Da Redação

Publicada em 28 de março de 2018 às 07h51

Na tarde desta terça-feira, O Larry Ellison, CTO da Oracle, e o Mark Hurd, CEO da Oracle, realizaram um webcast para anunciar novidade sobre a nuvem autônoma da companhia. Em especial, a disponibilidade do Autonomous Data Warehouse Cloud é baseado no Oracle Database 18c, que é o primeiro lançamento relacionado ao novo modelo de oferta do banco de dados da empresa.

Os executivos descrevem o Autonomous Data Warehouse Cloud como a primeira solução na nuvem que prescinde da intervenção humana por oferecer autoexecução, autoproteção e autorreparação, graças ao uso de Machine Learning.

Esses recursos de autogerenciamento, autorregulação e autocorreção automatizam os principais processos de gerenciamento e segurança em sistemas de banco de dados, como correção, ajuste e atualização, tudo isso mantendo a infraestrutura crítica em constante execução.

Um dos principais objetivos é tirar do DBA o trabalho mais operacional para que eles possam focar em ações estratégicas de governança e análise de dados. A Oracle conseguiu automatizar muitas tarefas rotineiras de provisionamento, proteção, ajuste, monitoramento, recuperação e outras tarefas ligadas ao gerenciamento do banco de dados, tudo isso em tempo real e de forma extremamente ágil.

A ideia é a de que o DBA estabeleça controle granulares para que seja capaz de receber alertas todas as vezes que as necessidades de ajustes de segurança e, principalmente, de escalabilidade, ultrapassarem os limites especificados no SLA.

De acordo com a empresa, a automação na manutenção e gerenciamento reduz os custos de administração em até 80% e proporciona mais de 99,99% de disponibilidade, ou menos de 2m30s por mês de downtime, já incluindo manutenções planejada.

Entre as características que mais chamam atenção, segundo a empresa, estão:

- Simplicidade de uso - É a primeira solução de provisionamento de data warehouse que garante um sistema com backup automático, criptografia e uma arquitetura de alta disponibilidade em apenas alguns segundos. Além de uma migração para a nuvem mais simples devido à total compatibilidade com bancos de dados on-premise existentes.

- Velocidade - A Oracle diz garantir a mesma velocidade para as cargas de trabalho pela metade do custo cobrado pela Redshift, solução de data Warehouse da Amazon Web Services.

- Escalabilidade - A capacidade de aumentar ou reduzir dinamicamente os recursos no modelo pay-per-use, permite a cobrança por CPU/hora e Terabyte/mês.

“Seus dados são valiosos. À medida que sua empresa cresce e as regras de conformidade mudam, você precisa da flexibilidade para gerenciar seus dados com eficiência ”, afirma a Oracle.

A Accenture, Hertz, QMP Health e Qualex se juntaram aos executivos da Oracle no palco para compartilhar os resultados que já estão experimentando com o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud, incluindo essas vantagens de desempenho, custos mais baixos e melhor postura de segurança de seus dados e sistemas.

"Estamos no começo da era da empresa inteligente, e ter um banco de dados automatizado é uma progressão natural", disse Paul Daugherty , diretor de tecnologia e inovação da Accenture. "Ser capaz de construir um data warehouse autônomo - em alguns casos, em questão de minutos ou horas - pode simplificar drasticamente a capacidade de gerar percepções de negócios poderosas, muito mais rapidamente do que antes."

"Fiquei realmente impressionado com a forma como o Oracle Data Cloud Autônomo pode ter diferentes tipos e tamanhos de cargas de trabalho analíticas e obter um melhor desempenho sem qualquer ajuste fino", disse Benjamin Arnulf, diretor de Business Intelligence and Analytics da Hertz. "Isso nos permitirá reduzir custos e reinvestir as economias em melhorar o serviço ao cliente, recompensando assim nossos clientes".

"Nossos testes iniciais mostraram que o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud oferece inovações importantes", disse Manuel Martin Marquez , Engenheiro de Big Data e Cientista de Dados do CERN. "Por exemplo, o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud reduziu automaticamente o armazenamento exigido por sistemas de controle importantes por um fator de dez."

"Descobrimos que a Nuvem de Data Warehouse Autônoma é muito fácil de usar, muito fácil de carregar dados, e o desempenho tem sido incrível", disse Miles Oustad , gerente de equipe de integração de dados do estado de Minnesota .

"Quando você está lidando com vidas humanas, o tempo é tudo", disse Michael Morales , CEO da QMP Health. "Ter a Nuvem de Data Warehouse Autônoma automaticamente se ajustando e gerenciando sem tempo de inatividade significa tempos de resposta mais rápidos e decisões mais rápidas - isso é crítico para nós e nossos pacientes."

Vários relatórios de analistas do setor também reconheceram recentemente a Oracle por sua tecnologia de banco de dados autônomo. Na opinião de analistas da IDC a Oracle está na vanguarda de um movimento para tornar o software empresarial mais fácil de implantar, usar e administrar , usando inteligência artificial e aprendizado de máquina para fornecer recursos que exigem pouca ou nenhuma intervenção humana para gerenciar software.

LarryElison

De fato, o Oracle Autonomous Data Warehouse Cloud é o primeiro de muitos serviços Oracle Autonomous Database Cloud que usam aprendizado de máquina para oferecer excelente desempenho, simplicidade e elasticidade sem precedentes para data warehouses.

De acordo como roadmap de expansão anunciado no Oracle World para os Cloud Platform Autonomous Services, a Oracle pretende oferecer outros serviços ainda este ano para análise, mobilidade, desenvolvimento de aplicações e integração. Por exemplo, a empresa está atualmente desenvolvendo o Autonomous Database para Transaction Processing, o Autonomous NoSQL Database e o Autonomous Graph Database. Embora esses serviços sejam ajustados para diferentes propósitos, todos eles seguem os princípios comuns de serem autônomos, autosseguros e auto-reparadores, segundo a empresa.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui