Recursos/White Papers

Notícias

MultiCloud: a estrada rumo à Transformação Digital

Modelo possibilita que as empresas busquem no mercado o melhor equilíbrio custo/benefício para a solução mais adequada para cada necessidade de negócio

Fabiano Ribeiro *

Publicada em 20 de outubro de 2017 às 12h49

O uso de novas tecnologias e a digitalização dos negócios têm ampliado a quantidade de dados que estão sendo geradas pelas empresas, demandando infraestruturas de TI cada vez mais robustas e complexas. Com a disseminação das soluções armazenadas em Nuvem (Cloud Computing), as empresas estão recorrendo cada vez mais a fornecedores externos de Data Centers, capazes de apoiá-las em seus novos desafios empresariais. Mas, com o amadurecimento do mercado brasileiro, surge um novo – e interessante – dilema para os CIOs: será que uma única estrutura de Cloud é capaz de suportar integralmente toda a demanda de TI da empresa ou existe a necessidade de se ter ambientes MultiCloud?

O mercado brasileiro de Cloud cresceu cerca de 50% em 2016, com investimentos de US$ 750 milhões. Especialistas indicam que irá prevalecer o modelo MultiCloud, reunindo ambientes Privados, Públicos e Híbridos de forma que essa estrutura caminhe em sintonia com as novas necessidades empresariais de cada negócio.

A adoção de MultiCloud está crescendo porque esse modelo possibilita que as empresas busquem no mercado o melhor equilíbrio do custo versus benefício ao mesmo tempo em que contratam a solução mais adequada para cada necessidade específica do seu negócio. Sistemas simples que são compartilhados com fornecedores não precisam ter o mesmo nível de segurança que aplicações de gestão empresarial demandam, por exemplo. Com isso em mente, o planejamento e adequação dos ambientes na nuvem passam a fazer mais sentido para a estratégia corporativa das empresas, assim como para o orçamento a ser direcionado para cada aplicação.

Líderes de TI estão constatando que não existe uma nuvem única capaz de suportar todas as suas aplicações – e não é toda aplicação que pode ser utilizada em qualquer nuvem. Fornecedores de Data Center especializados estão ajudando esses executivos de TI com um nível mais alto de especialização para que seja determinado, com precisão, o melhor modelo MultiCloud para cada necessidade. Vale destacar também o cuidado que se deve ter para manter disponíveis os dados e informações mais antigas que ainda são importantes para o pleno funcionamento da empresa.

multicloud

O primeiro passo para a implementação de um ambiente MultiCloud é realizar uma profunda análise das características e maturidade de cada aplicação da empresa. É preciso determinar as reais necessidades para escolher o melhor entre os modelos disponíveis. Outro fator importante é ultrapassar a barreira da complexidade de gerenciamento, uma vez que é necessário lidar com tecnologias, interfaces, serviços e terminologias diferentes — todas ao mesmo tempo. Se bem gerenciados e integrados – com uso de políticas claras de acesso, os benefícios superam de forma considerável os desafios.

Ambientes MultiCloud tem ainda o “poder” de otimizar custos, melhorar os indicadores de desempenho e conceder autonomia ao cliente em relação aos contratos de prestação de serviços. Por isso, é possível afirmar que as estruturas MultiCloud vão ser os aceleradores para ajudar na evolução do mercado de TI e as empresas só têm a ganhar com esse avanço.

 

(*) Fabiano Ribeiro é gerente de Produtos da Sonda Ativas



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui