Recursos/White Papers

Notícias

Equipamentos mais caros levarão usuários a gastar mais em 2017

Nos cálculos da consultoria, o preço médio de equipamentos de informática e celulares crescerá 2% este ano

Publicada em 24 de abril de 2017 às 17h34

O Gartner afirma que os gastos mundiais de usuários finais com dispositivos (PCs, celulares e tablets) crescerão 2% em 2017, alcançando aproximadamente US$ 600 bilhões, na cotação atual da moeda. Os celulares serão responsáveis por 67% desse valor.

O preço médio desses equipamentos também estará 2% acima do registrado em 2016. E por dois motivos. Primeiro, o preço dos componentes continuará aumentando neste ano (em especial para os PCs, mas também para os telefones), o que, consequentemente, deixará os produtos mais caros. Segundo, o interesse dos usuários por celulares de maior valor e qualidade.

Gartner20171

"Globalmente, o mercado de dispositivos está se importando menos com o preço. Os consumidores e empresas estão buscando produtos melhores que se adaptem ao seu estilo de vida e não apenas opções mais baratas”, afirma Ranjit Atwal, Diretor de Pesquisas do Gartner.

O gasto dos consumidores com celulares chegará próximo dos US$ 400 bilhões em 2017, um aumento de 4,3% com relação a 2016. Nos mercados em desenvolvimento, a maioria dos usuários está evoluindo para telefones básicos melhores porque o salto para os smartphones ainda é muito grande."

Segundo o Gartner, a maior disponibilidade de telefones básicos de fabricantes chineses como a Oppo, BBK e Huawei aumentou o preço médio desse tipo de aparelho em 13,5% em 2016 e está a caminho aumentar 4% em 2017. "O mesmo acontecerá com smartphones topo de linha, da Samsung e da Apple", completa Annette.

Volume
O Gartner estima que o número de PCs, aparelhos ultramóveis e celulares chegará a 2,3 bilhões de unidades em 2017, um crescimento estável com relação a 2016.

Gartner20172

Na opinião da Consultoria, o consumo de PCs atingiu seu ápice, e as vendas desses aparelhos estarão ameaçadas, no médio prazo, pelos custos dos componentes. Esses valores, especialmente de DRAM (um tipo de memória RAM), dobraram desde junho de 2016. 

“Como resultado, os fabricantes de PCs deverão aumentar os preços até o final do ano. Estimamos que o custo médio desses dispositivos crescerá 1,4%, considerando o valor atual do dólar", completa Atwal.

dispositivos625



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui