Recursos/White Papers

Notícias

O Microsoft Teams vai derrubar o Slack?

Anunciado originalmente em novembro de 2016, e lançado oficialmente hoje, novo serviço funciona de maneira integrada com o Office 365

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 14 de março de 2017 às 15h56

A Microsoft entrou no mercado de colaboração empresarial hoje com o novo ambiente de trabalho em chat do Office 365, o Teams. Da mesma forma como o Outlook mesclou email, contatos e calendário, o Microsoft Teams reúne bate-papo, chamadas de vídeo Skype, acesso ao Word, Excel, SharePoint, OneNote e Power BI. A nova ferramenta para a colaboração entre equipes está disponível para os clientes do Office 365 Business em 181 países e em 19 idiomas, incluindo o Brasil e o português.

O produto é dirigido diretamente ao mercado ocupado hoje pelo Slack (que a Microsoft teria considerado comprar), pelo Workplace by Facebook, pelo Chatter, da Salesforce e pelo Jam, da SAP, entre outros. Seu lançamento é o mais recente de vários movimentos de grandes jogadores no espaço de colaboração empresarial nas últimas semanas. O Google, por exemplo,  anunciou na semana passada que está indo atrás do mercado de bate-papo de grupo de trabalho, bem como do mercado de videoconferência de grupo, dividindo as funções do Hangouts em dois produtos, o Hangouts Chat e o Hangouts Meet. 

O Hangouts Chat, um serviço desenvolvido para oferecer às equipes um espaço compartilhado para discutir o trabalho, será gradualmente lançado para todos os clientes do G Suite nas próximas semanas. Tem um design na versão web muito parecido com o do Slack, mas se diferencia na organização das mensagens, que são exibidas em tópicos por padrão. Já o  Hangouts Meet, que fornece equipes com recursos de áudio e vídeo mais robustos, já está disponível para download na Google Play, App Store e no navegador (meet.google.com). 

No mês passado, a Amazon anunciou o Chime, um serviço gerenciado que é executado na AWS para facilitar a comunicação com pessoas dentro e fora de sua organização usando voz, vídeo e bate-papo.

"As pessoas trabalham duas vezes mais equipes hoje do que há apenas cinco anos, e vemos essa tendência aumentar", diz Ron Markezich, vice-presidente corporativo responsável pelo Office 365. A Microsoft está posicionando a mais nova adição à sua família Office 365 como um "hub para trabalho em equipe" que atende a diferentes necessidades do que a ferramenta de comunicação em tempo real Skype e rede social empresarial Yammer".

microsofteamns

Diferenciais do Teams
Os workspaces do Teams podem ser personalizados com guias, conectores e bots de parceiros, bem como ferramentas da Microsoft como Planner e Visual Studio Team Services. Mais de 150 integrações estão disponíveis. SAP, Trello, Hipmunk, Growbot e ModuleQ, por exemplo, estão construindo na plataforma, segundo a Microsoft.

A empresa conta também que, desde o anúncio do preview, em novembro, mais de 50 mil empresas começaram a utilizar o Teams, incluindo Alaska Airlines, ConocoPhillips, Deloitte, Expedia, J.B. Hunt, J. Walter Thompson, Hendrick Motorsports, Sage, Trek Bicycle e Three UK.

“Em um mundo onde a informação é abundante, mas o tempo e a atenção humana permanecem escassos, aspiramos ajudar pessoas e grupos a serem mais produtivos, seja onde estiverem”, afirma Satya Nadella, CEO da Microsoft.

"Estamos reinventando a produtividade transformando digitalmente o próprio local de trabalho e fornecendo coerência em torno de idéias, ações e valores", disse a líder do grupo Office Business para a Microsoft Austrália, Sharon Schoenborn. "Todo mundo é mantido informado, a voz de todos é ouvida, e a cultura da organização é mantida, tanto no ambiente digital, quanto no físico", completa.

 

 

Markezich, que atuou como CIO da Microsoft cerca de uma década atrás, diz que a empresa tem visto uma tendência crescente de maior diversidade nas necessidades de colaboração. Diferentes locais de trabalho, gerações e workstyles de funcionários estão dirigindo uma expectativa mais robusta de colaboração e comunicação precisa, diz ele.

"Há também essa necessidade de os clientes não terem essa grande quantidade de soluções e ter certeza de que há um alto nível de integração entre essas soluções de colaboração, então você nem sempre muda de contexto, troca de interfaces de usuário e tem dificuldade em compartilhar conteúdo", afirma Markezich.

Na prática, o produto é construído sobre quatro pilares:

  • 1 - Um chat para os times de hoje. O Microsoft Team oferece uma experiência moderna de conversação, com tópicos e chat persistente para manter todos engajados. As conversas podem ser privadas ou visíveis para todo o time e usuários podem acessar múltiplos grupos, facilitando a alternação entre projetos.
  • 2 - Um hub para o trabalho em equipe. As aplicações do Office e os serviços que os times utilizam diariamente – Word, Excel, PowerPoint, SharePoint, OneNote e PowerBI – são integrados, para que as pessoas tenham as informações e as ferramentas que precisam.
  • 3 - Personalização para cada time. O Microsoft Teams oferece a habilidade de personalizar os espaços de trabalho com abas, conectores e bots de terceiros, bem como com ferramentas da Microsoft, como Planner e Visual Studio Team Services. Hoje, mais de 150 integrações estão disponíveis ou chegando em breve, com companhias como SAP, Trello, Hipmunk, Growbot e ModuleQ construindo dentro da plataforma.
  • 4 - Segurança em que os times confiam. O Microsoft Teams é construído sobre a nuvem do Office 365 de nível empresarial, entregando a segurança e as capacitações de compliance que os nossos clientes esperam. O Teams suporta padrões globais, incluindo SOC 1, SOC 2, EU Model Caluses, ISO27001 e HIPAA.

Além, disso, aMicrosoft introduziu mais de 100 novas ferramentas no Microsoft Teams desde novembro, incluindo uma experiência otimizada de reuniões, com recursos de agendamento; ligações de áudio em mobile, com chamadas em vídeo no Android e, em breve, no iOS e no Windows Phone; integração com e-mail; novos recursos de segurança e compliance. A empresa também entregou novas opções de acessibilidade ao Microsoft Teams, como suporte a leitores de tela, alto contraste e navegação pelo teclado. O acesso de convidados e a integração com o Outlook, além de uma plataforma de desenvolvimento devem chegar em junho deste ano.

Organizações interessadas no novo espaço de trabalho baseado em chat da Microsoft podem começar a utilizar o serviço hoje.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui