Recursos/White Papers

Notícias

FGV vai mapear iniciativas públicas e privadas da Internet das Coisas no Brasil

Objetivo é ampliar base de conhecimentos sobre a tecnologia e propor medidas para consolidação e utilização da IoT no país

Da Redação

Publicada em 12 de dezembro de 2016 às 17h45

No mesmo dia em que o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinaram um convênio para mapear oportunidades no setor de Internet das Coisas no Brasil, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV/EAESP) lançou um projeto de pesquisa aplicada que estudará pelos próximos três anos este novo nível de inovação em IoT no ambiente de negócios.

Criar uma ampla base de conhecimento sobre Internet das Coisas, elaborar um panorama das principais iniciativas e tendências nessa área, propor medidas para a consolidação e utilização da IoT no país e criar um observatório para acompanhar as iniciativas públicas e privadas, são os objetivos do Centro de Estudo de Tecnologia de Informação Aplicada (GVcia), da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV/EAESP).

O Projeto IoT tem apoio do Conselho de Executivos do GVcia, formado por dez dos principais CIOs do Brasil, e prevê a participação de executivos, profissionais e acadêmicos num esforço conjunto para entender e desenvolver este que é considerado o novo nível de ambiente digital.

Alberto Luiz Albertin, professor titular da EAESP e coordenador do projeto, explica que “apesar do nome, o projeto não se limita a estudar o que se chama de IoT, mas também o uso de todas as tecnologias e aplicações que estão disponíveis e surgirão para viabilizar e explorar este novo nível de integração digital”. Big Data, Computação Cognitiva, Learning Machine, BYOD, Computação em Nuvem, Croudsourcing e muitas outras tecnologias se integraram nessa tendência em conectividade.

IoTprojeto2

Pela abrangência do projeto, empresas e organizações privadas e públicas estão sendo convidadas a estabelecer parceria com o GVcia, com o intuito de formar um corpo de representantes da oferta e da demanda dessa tecnologia e do ambiente onde ela está inserida e no qual se expandirá.

“O uso de IoT crescerá rapidamente e isso trará grandes impactos para a sociedade e para as empresas, os positivos devem ser aproveitados e os negativos devem ser tratados adequadamente”, diz Albertin.

O Projeto IoT do GVcia tem como seu principal resultado esperado contribuir para que o uso desta tecnologia se desenvolva, consolide e traga impactos sociais e econômicos positivos, sustentáveis e acessíveis no Brasil.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui