Recursos/White Papers

Notícias

Microsoft passa a ser membro Platinum da Linux Foundation

Antes odiado pela gigante de Redmond, o sistema operacional de código aberto é cada vez mais importante para a empresa

PC World / EUA

Publicada em 16 de novembro de 2016 às 19h52

Após fazer campanha contra o código aberto e o Linux por muito tempo, a Microsoft vem mudando cada vez mais sua postura em relação ao popular sistema open-source.

Para provar isso, a fabricante do Windows anunciou nesta quarta-feira, 16/11, durante o o Connect();, seu evento anual para desenvolvedores, sua entrada para a Linux Foundation, uma organização que guia o desenvolvimento do kernel do sistema operacional e fornece financiamento para projetos de código aberto. A Microsoft será um membro Platinum da Linux Foundation, o que a deixa ao lado de outros gigantes como Intel, Oracle, Samsung e IBM.

A participação da empresa beneficiará clientes, por conta do aumento da colaboração e de inovação num ecossistema diverso.

microsoftlinuxf

“Ao se tornar membro Platinum da Linux Foundation, a Microsoft poderá colaborar melhor com a comunidade open source ao entregar experiências transformadoras de nuvem e mobile para mais pessoas”, afirma Jim Zemlin, diretor executivo da Linux Foundation. “A Microsoft se tornou o principal colaborador em muitos projetos e vemos que a empresa intensificou seu envolvimento e comprometimento no desenvolvimento aberto.”

Ainda durante o evento, a Microsoft também anunciou o ingresso do Google na Fundação .NET, uma parceria com a Samsung Electronics Co. Ltd. para permitir que os desenvolvedores .NET produzam apps para os mais de 50 milhões de dispositivos Samsung em todo o mundo.

Microsoft se tornou um membro ativo de uma comunidade open source em parte por conta da popularidade de seu framework de aplicações open source e multiplataforma .NET Core. A adição do Google ao Technical Steering Group da .NET Foundation reforça a vibração da comunidade de desenvolvimento .NET assim como no compromisso do Google em fomentar uma plataforma aberta que dê suporte a negócios e desenvolvedores que se padronizaram no .NET.

Outros líderes do setor também estão apostando no .NET Core para seus próprios produtos comerciais. A Samsung está lançando uma prévia de seu Visual Studio Tools para Tizen. Desenvolvedores podem usar as ferramentas para produzir apps .NET para o sistema operacional Tizen que roda em milhões de TVs, dispositivos “wearables”, móveis e muitos dispositivos IoT em todo o mundo.

Além disso, Scott Guthrie, vice-presidente executivo de Nuvem e Plataforma da Microsoft, aproveitou o evento para fazer uma série de anúncios e demonstrações que visam ajudar os desenvolvedores a usar as ferramentas de sua escolha para criar apps Android, iOS e Windows potencializados por Linux ou Windows Server. Entre eles:

· A prévia pública do SQL Server no Linux é a primeira prévia da próxima versão do SQL Server e traz esse poder para o Linux e contêiners Docker baseados em Linux, além do Windows.

· Uma prévia do novo Visual Studio para Mac fornece um ambiente de desenvolvimento projetado para produzir apps mobile, em nuvem e para macOS.

·  A disponibilidade em prévia do Azure App Service no Linux com suporte para Contêiners fornece suporte Linux nativo para Node.js e stacks PHP no Azure App Service e agora permite que os desenvolvedores tragam suas próprias imagens de contêiner formatado para Docker.

“Queremos ajudar os desenvolvedores a realizar mais e capitalizar a mudança do setor para experiências voltadas à nuvem e a dispositivos móveis usando as ferramentas e plataformas que eles escolherem”, afirma Guthrie. “Ao colaborar com a comunidade para fornecer ferramentas e serviços de nuvem mais abertos, flexíveis e inteligentes, estamos ajudando cada desenvolvedor a entregar níveis de inovação sem precedentes.”



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui