Recursos/White Papers

Notícias

Cresce no mundo o uso de máquinas com capacidades de aprendizado e tomada de decisões

Apesar do ritmo acelerado de adoção, pesquisa da Ipswitch rvela que tomadores de decisões de TI têm dificuldades em entender todos os riscos, desafios e ameaças implicados nos sistemas inteligentes

Da Redação

Publicada em 10 de junho de 2016 às 17h30

Os investimentos em sistemas inteligentes de negócio e de automação já são consideráveis e devem crescer em todo o mundo, segundo estudo recente conduzido pela empresa de análises Freeform Dynamics para a Ipswitch, que analisou o comportamento e o preparo dos tomadores de decisão de TI em relação às máquinas inteligentes e aos sistemas de negócios (máquinas com capacidades de aprendizado e tomada de decisões). Segundo os resultados, embora a maioria dos profissionais de TI entrevistados reconheça que essas tecnologias são essenciais para o sucesso dos negócios, apenas 68% entendem que isso traz novas preocupações sobre segurança, acesso e controles de rede.

A pesquisa online contou com a participação de 521 tomadores de decisão da área de TI (gerentes/diretores de TI, especialistas em segurança da TI e profissionais de TI) nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, França, Austrália e Singapura. 

De acordo com o estudo, as principais áreas de adoção de aplicações citadas pelos entrevistados incluem sistemas digitais de engajamento de consumidores (55%), automação de processos e sistemas de workflow (52%) e automação de soluções de gerenciamento e monitoramento de riscos (50%). Além disso, 45% dos entrevistados dizem já utilizar plataformas e serviços inteligentes de Internet das Coisas, enquanto 34% dizem que essas tecnologias já estão nos planos.

Outros 42% já fazem uso de bots e apps autônomos, e 32% dizem que planejam fazê-lo. E 45% utilizam mecanismos de computação cognitiva e sistemas capazes de analisar e decidir, enquanto 30% planejam adotá-los no futuro próximo. Quanto à tecnologia de processamento de eventos complexos (CEP), 40% utilizam e 34% planejam fazê-lo em breve.

Questões de segurança (33%), custos (30%) e falta de conhecimento (24%) foram identificadas como motivos de preocupação e obstáculos para a adoção e uso das novas tecnologias. Para dar um exemplo, 20% dos entrevistados disseram que o maior "ruído" na rede tem dificultado a identificação de atividade maliciosa, com acesso automatizado/bot às APIs (interfaces de aplicativos) levando a problemas nos sistemas e aplicações e criando exposições inesperadas da segurança.

Além disso, mais de 68% dos profissionais ouvidos pela Freeform Dynamics admitiram que suas atuais capacidades de gerenciamento de acesso e segurança de rede já são inadequadas ou precisam de ajustes para lidar com nova máquinas inteligentes, enquanto 72% deles revelaram que os recursos de análises e monitoramento de tráfego também precisam ser reforçados. Outros 72% dos entrevistados disseram que o mesmo vale para os seus sistemas e protocolos de gerenciamento de acesso e nível de segurança de documentos e arquivos.

Analisando o futuro, a pesquisa revelou que os profissionais de TI também estão preocupados em como avaliar o potencial impacto as atividades dos sistemas inteligentes - incluindo bots, agentes e "coisas" conectadas - sobre as redes e infraestruturas corporativas.

A pesquisa também destaca que o impacto dos sistemas inteligentes já vem sendo sentido no ambiente corporativo, com profissionais de TI se preparando para os desafios futuros: 

  • - 25% esperam que robôs totalmente capazes de aprender sozinhos, de maneira autônoma, estejam funcionando de forma independente em uma empresa em menos de três anos, enquanto 35% acreditam que isso aconteça no espaço de dez anos;
  • - Tomadas de decisões equivocadas relacionadas diretamente a questões comerciais e a confiança exagerada em máquinas, levando à complacência, foram citadas como preocupações atuais ou futuras que precisam ser resolvidas;
  • - 20% dos entrevistados acreditam que a falta de análise humana ou de conhecimentos, ao ponto de nenhum profissional da equipe de TI entender a lógica ou os processos por trás dos novos sistemas, seja um problema atual; 
  • - 76% acreditam que essas soluções facilitarão o trabalho operacional em TI, enquanto apenas 32% temem que os sistemas inteligentes possam, eventualmente, tomar seus empregos
Confira outros dados nos gráficos abaixo.
Ipswitch2
Ipswitch3
Ipswitch4
Ipswitch1
Ipswitch5
Ipswitch6
Ipswitch7


Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui