Recursos/White Papers

Notícias

Dez tendências de TI em 2015, segundo a IDC

A Terceira Plataforma continuará promovendo crescimento, inovação e disrupção em todos os setores em 2015

Da Redação

Publicada em 08 de dezembro de 2014 às 07h10

A International Data Corporation (IDC) acaba de divulgar as dez principais previsões para a área de Tecnologia da informação e Telecomunicações em todo o mundo, em 2015. A força motriz por trás de todas as previsões da IDC continua sendo a transição acelerada da indústria para Terceira Plataforma, construída sobre os pilares da computação móvel, dos serviços em nuvem, das redes sociais, do Big Data e Analytics, gerando inovação e crescimento.

"Em 2015, a Terceira Plataforma será responsável por um terço das despesas globais de TIC", prevê Frank Gens , vice-presidente sênior da IDC. "A indústria está entrando no período mais crítico da Terceira Plataforma: a Etapa da Inovação. Ao longo dos próximos anos, esperamos ver uma explosão de inovação e de criação de valor em cima da Terceira Plataforma. Esta etapa será impulsionada por uma nova onda de tecnologias de base - aceleradoras de inovação - que estenderão radicalmente as capacidades e aplicações da Terceira Plataforma a todos os setores."

Entre as previsões da IDC para 2015, apresentadas por Gens em uma conferência neste início de dezembro, estão:

1. O crescimento dos gastos globais com TIC  em 3,8% no ano que vem, movimentando mais de 3,8 trilhões dólares. Quase todo crescimento da despesa será focado em tecnologias da Terceira Plataforma. Os gastos com TIC nos mercados emergentes deverá crescer 7,1% na variação anual (2014/2015), enquanto mercados maduros deverão crescer apenas 1,4%.

2. Entre os gastos com serviços de telecomunicações, os serviços de comunicação de dados sem fio responderão pelo segmento de mais rápido crescimento (13%),  respondendo por 536 bilhões de dólares. Para evitarem ser encaradas como meras fornecedoras de infraestrutura, as operadoras lutarão para desenvolver serviços de PaaS, atraindo os desenvolvedores para suas redes. Também buscarão maior aproximação com os prestadores de serviços over-the-top (OTT), através de acordos inovadores de desempenho e qualidade de serviço (QoS) e de compartilhamento de receitas.

3. Os dispositivos móveis e os aplicativos continuarão crescendo em 2015, mas não no ritmo frenético registrado nos últimos anos. As vendas de smartphones e tablets atingirão 484 bilhões de dólares, respondendo por 40% de todo o crescimento dos gastos com TI (excluindo os serviços de telecomunicações), com os fornecedores chineses capturando uma parcela significativa do mercado mundial.  Os dispositivos vestíveis experimentarão uma explosão de inovação, embora as vendas unitárias mantenham-se pouco significativas. E os downloads de aplicativos móveis começarão a desacelerar em 2015, embora  o desenvolvimento empresarial de aplicativos móveis deva dobrar.

4. Os gastos com serviços em nuvem continuarão a ser um foco de atividade em 2015, respondendo por 118 bilhões de dólares. A adoção de Infraestrutura como Serviço (IaaS) crescerá rapidamente (36%), com a líder Amazon sofrendo ataques de todos os lados. Da mesma forma, haverá maior competição no segmento de Plataforma como Serviço (PaaS), com prestadores concorrentes se envolvendo em batalhas mortais para atrair desenvolvedores e seus aplicativos. Players de Software como Serviço (SaaS) devem acelerar a adoção de PaaS e marketplaces na nuvem. "Cloud é também onde esperamos ver novas e estranhas parcerias, tais como Facebook com Microsoft e/ou IBM e Amazon com HP, para expandir as oportunidades de mercado", acrescenta Gens.

5. Gastos com soluções de Big Data e Analytics crescerão muito em 2015, envolvendo software, hardware e serviços, respondendo por  um mercado de 125 bilhões de dólares. Soluções de Analytics rich-media (vídeo, áudio e imagem) irão emergir como importantes impulsionadoras de projetos de Big Data. E as cadeias de fornecimento de soluções de Dados como Serviço crescerão em importância, com fornecedores de plataformas de análise na nuvem oferecendo aos clientes informações de valor agregado a partir de conjuntos de dados comerciais e/ou abertos. A IDC também espera ver novas e importantes ofertas nas áreas de computação cognitiva, aprendizado de máquina e soluções de análise para Internet das Coisas (IoT).

6. A Internet das Coisas é um dos aceleradores de inovação mais importantes para o crescimento e a expansão de valor baseados na Terceira Plataforma de TI. A invenção de mais e mais "coisas" inteligentes e conectadas irá conduzir ao desenvolvimento de milhares de novas soluções. Um terço dos gastos com IoT em 2015 será focado em dispositivos inteligentes embarcados. A indústria de telecomunicações ajudará, estabelecendo parcerias com as principais empresas de TI interessadas em alavancar o mercado de soluções para IoT. A manutenção preditiva emergirá como uma importante categoria de soluções para IoT.

7. Data centers estão passando por uma transformação fundamental na era da Terceira Plataforma, com as capacidades de computação e armazenamento movendo-se para a nuvem. Essa mudança vai desencadear uma explosão de inovações de hardware "cloud-first" e uma maior consolidação entre os fornecedores de servidores, armazenamento, software e redes. A IDC espera ver duas ou três grandes fusões, aquisições ou reestruturações entre fornecedores de alto nível em 2015.

8. A Terceira Plataforma está transformando não apenas a indústria de tecnologia, mas todos os setores da economia. A IDC acredita que um número considerável de negócios disruptivos surgirá em 2015, graças à evolução Terceira Plataforma. Os exemplos incluem redes alternativas de pagamento, entre os serviços financeiros, a expansão das tecnologias da Internet das Coisas para segurança e obras públicas e sistemas de transporte, e a expansão dos serviços baseados em localização no setor de varejo. As plataformas digitais irão expandir-se rapidamente, podendo facilmente dobrar em 2015.

9. Além da Internet das Coisas, sistemas de aprendizado de máquina e de computação cognitiva serão outros dois aceleradores de inovação que se tornarão drivers de crescimento importantes em 2015. Soluções de segurança vão ajudar a garantir a borda (segurança biométrica em dispositivos móveis, por exemplo) e o núcleo da nuvem  (criptografia  como prática padrão). A inteligência de ameaças emergirá como uma categoria essencial de Dados como Serviço (DaaS), fornecendo informações sobre ameaças específicas para as empresas. E a impressão 3D crescerá expandindo o mercado das empresas de impressão de documentos convencionais, estabelecendo as bases para uma batalha iminente por clientes comerciais e industriais em 2016.

10. A China será mais influente no mercado global de TIC em 2015,  com gastos que serão responsáveis por 43% de todo o crescimento da indústria, um terço de todas as compras de smartphones, e cerca de um terço de todas as compras online. Com um enorme mercado interno, a nuvem da China e seus líderes de comércio eletrônico (Alibaba), de social mídia (Tencent) e de busca (Baidu) ganharão maior destaque no mercado global. Da mesma forma, fabricantes chineses de smartphones com marca (Lenovo, Xiaomi e ZTE, por exemplo) deverão capturar mais de um terço do mercado de smartphones em todo o mundo.

"Dizer que 2015 será um ano decisivo para a indústria de TIC é subestimar o mercado", disse Gens. "Vamos ver, finalmente, a massificação da Terceira Plataforma, junto com a consolidação de fornecedores e altas taxas de abandono, parcerias estranhas, batalhas mortais entre desenvolvedores (e seus aplicativos), ampliação das soluções de aprendizado de máquina e computação cognitiva e das ofertas da Internet das Coisas, um crescente foco em cadeias de fornecimento de dados e o rápido aumento de influência dos chineses."



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui