Recursos/White Papers

Notícias

Sociedade em transformação

CIO Global Summit debate os desafios frente a um mercado baseado cada vez mais em informação e no conhecimento de TIC

Da Redação

Publicada em 20 de junho de 2014 às 08h44

A sociedade baseada na informação e no conhecimento desafia e transforma as empresas constantemente. Não é novidade para ninguém que o uso correto de dados é hoje um dos principais ativos corporativos para sobrevivência no mundo globalizado. E a tecnologia pode desempenhar um papel fundamental dentro da organização e servir como aliada na busca de crescimento. Para uma organização apresentar resultados satisfatórios do ponto de vista econômico, este sucesso depende de ações relacionadas à estratégia competitiva adotada. E essa estratégia passa cada vez mais pela área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Para se ter uma ideia, as empresas brasileiras devem aumentar em 9,2% seus gastos com TIC em 2014 sobre o ano anterior e desembolsar US$ 175 bilhões. As previsões são da IDC, que estima que boa parte dessa parcela será direcionada para construção da nova infraestrutura, a chamada Terceira Plataforma, apoiada em quatro pilares: Mobilidade, Social, Cloud  Computing e Big Data. Esse volume de recursos aplicados só será possível porque a influência dos executivos de negócios nos investimentos da área será exponencial. E será decisiva para sobrevivência dos negócios.

Não à toa, gestores e líderes das mais diferentes indústrias buscam entender, aprimorar e reciclar o conhecimento em TIC. Um sinal dessa movimentação foi dado durante a 8ª edição do CIO Global Summit, realizado em Curitiba no dia 5 de junho, no qual mais de 60 CIOs estiveram presentes para compartilhar informações. A troca de conteúdo envolveu palestras de especialistas como o consultor Anderson Figueiredo, que relacionou as tendências para este ano e o próximo, entre as quais estão os desafios para lidar com Big Data, por exemplo. Uma tecnologia que vai demandar uma mão de obra muito distinta daquela a que estão acostumados os gestores.

Trata-se de um cenário que vai exigir flexibilidade das empresas na contratação de um novo tipo de profissional, além da  adoção da mobilidade e mudar a forma de relacionamento com os clientes e com os fornecedores, que também vão influenciar todo e qualquer investimento. Nesse caminho, os data centers terão um papel fundamental para o amadurecimento da indústria. Estima-se que mais de 20% dos servidores vendidos no Brasil em 2014 serão destinados aos data centers, que, por sua vez terão a maior parte de sua receita composta por soluções em cloud.

O advento da Internet das Coisas é outra vertente que vai dar muito que falar e será acelerada pelas aplicações B2B, segundo analistas de mercado. Desse sistema depende o refinamento das informações que respaldará a tomada de decisões.  A Internet das Coisas reúne, entre outros, temas como Big Cata e Comunicação Machine-to-Machine (M2M), para capturar dados, analisá-los e utilizá-los nas operações. E tudo isso em tempo real.

Todo esse quadro só reforça a necessidade de estabelecer uma conexão com todas as áreas de atuação da empresa. “Comunicação não é o que você diz, mas o que outro entende e por isso é fundamental que um líder saiba influenciar sua equipe”, disse a psicóloga Jacqueline  Avelar, consultora de Desenvolvimento Humano do Grupo Azevedo Ramirez (GAR), durante uma das palestras mais bem avaliadas do evento.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui