Recursos/White Papers

Gestão

10 previsões da IDC para a área de TI até 2023

CIOs devem reinventar a TI de cima para baixo, criar novas plataformas digitais com conectividade ágil e modernizar sistemas legados ou arriscar a extinção profissional

Da Redação

Publicada em 02 de novembro de 2018 às 14h26

Na economia de inovação, as empresas estão correndo para se reinventar à medida que o ritmo da Transformação Digital (DX) se torna exponencial. Os CIOs mais eficazes estão reinventando a TI de cima a baixo, criando novas plataformas digitais com conectividade ágil enquanto modernizam e racionalizam processos com o objetivo de descarta sistemas obsoletos. Para apoiar os CIOs em sua corrida para a reinvenção, a IDC divulgou esta semana o IDC FutureScape: Worldwide CIO Agenda 2019 Predictions

Essas previsões fornecem um contexto estratégico que permitirá aos CIOs liderar suas organizações por meio de um período de inovações e disrupções nos próximos cinco anos. Elas também apresentam a visão da IDC para as dez mudanças mais importantes que acontecerão na área de TI nos próximos 60 meses e ajudarão os executivos seniores de TI na formação de seus planos estratégicos.

A mensagem segue clara: os CIOs precisam encontrar uma maneira de reinventar suas organizações de TI, pois, caso contrário, arriscam seus negócios ou podem ser substituídos por prestadores de serviços que podem realizar o serviço.

Confira.

- Previsão 1: até 2021, impulsionados pelas necessidades das áreas de negócio, 70% dos CIOs fornecerão "conectividade ágil" por meio de APIs e arquiteturas que interconectam soluções digitais de fornecedores de nuvem, desenvolvedores de sistemas, startups e outros.

- Previsão 2: até 2021, compelidos a reduzir os gastos com TI, melhorar a agilidade corporativa e acelerar a inovação, 70% dos CIOs aplicarão de maneira agressiva dados e IA às operações, ferramentas e processos de TI.

- Previsão 3: até 2022, 65% das empresas solicitarão aos CIOs que transformem e modernizem as políticas de governança para aproveitar as oportunidades e enfrentar os novos riscos impostos pela IA, o Machine Learning e a privacidade e ética dos dados.

- Previsão 4: até 2022, 75% das estratégias digitais bem-sucedidas serão construídas por um departamento de TI transformado, com infraestrutura, aplicativos e arquiteturas de dados modernizados e racionalizados.

- Previsão 5: em 2020, 80% das lideranças executivas de TI serão compensadas com base nos KPIs e métricas de negócios que medem a eficácia da TI na geração de desempenho e crescimento de negócios, e não com base em medidas operacionais de TI.

- Previsão 6: Em 2020, 60% dos CIOs iniciarão uma estrutura de confiança digital que irá além da prevenção de ataques cibernéticos e permitirá que as organizações se recuperem de forma resiliente de situações, eventos e efeitos adversos.

- Previsão 7: até 2022, 75% dos CIOs que não mudarem suas organizações para capacitar as equipes de produtos de TI para permitir a inovação, a disrupção e a escala digitais falharão em suas funções.

- Previsão 8: até 2022, o conjunto de talentos para tecnologias emergentes será inadequado para preencher pelo menos 30% da demanda global e o desenvolvimento e retenção eficazes de habilidades se tornarão estratégias diferenciadoras.

- Previsão 9: em 2021, 65% dos CIOs expandirão as práticas de Agile/DevOps para oara áreas de negócio, a fim de alcançar a velocidade necessária para inovação, execução e mudança.

- Previsão 10: em 2023, 70% dos CIOs que não conseguirem gerenciar a governança, a estratégia e as operações de TI, divindo-as entre a computação de ponta, dominada pelas áreas de negócio, e a tecnologia operacional, falharão profissionalmente.

"Em uma economia de inovação baseada em tecnologias emergentes, os CIOs devem reinventar a área de TI para permitir que sua empresa aproveite a onda mais poderosa da Transformação Digital. Também precisam reinventar as experiências dos clientes, funcionários e parceiros para fortalecer a confiança e a resiliência. Enquanto aprendem a conviver com os riscos da IA ​​e do Machine Learning, reinventando a governança de TI, precisam reinventar a liderança em TI, orquestrando exércitos de bots e processos automatizados, além da liderança das pessoas", disse Serge Findling, vice-presidente de Pesquisa para os Programas Executivos de TI (IDP) da IDC.

futuro



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui