Recursos/White Papers

Gestão

5 sinais de que seu concorrente vai roubar seu melhor funcionário

As chances de retenção aumentam se você estiver atento a eles

Meridith Levinson, CIO/EUA

Publicada em 05 de junho de 2018 às 16h39

Michael Greco, parceiro do escritório de advocacia Fisher & Phillips LLP, identificou em seu blog sete sinais que indicam uma empresa está correndo o risco de perder seus funcionários para os concorrentes. Aqui estão os cinco primeiros.

1. Moral baixo
Greco observa que os gerentes de RH e os recrutadores estão ativos nas mídias sociais atrás de sinais de descontentamento entre as atualizações de status de funcionários de concorrentes dos seus clientes. É comum o descontentamente se manifestar através de manifestações de interesse por novas oportunidades de carreira. Os recrutadores, então, procuram engajar esses profissionais em discussões sobre novos postos de trabalho.

2. Crise na sua indústria
"Os funcionários que estão enfrentando maior regulamentação, um ataque de fusões ou incerteza sobre a rentabilidades são mais propensos a querer encontrar um ambiente mais estável", escreve Greco. "Se sua indústria está em transição, não deixe seus funcionários tentarem adivinhar o que está acontecendo. Seja aberto e honesto. Funcionários que se sentem participantes são mais leais às suas empresas e são menos propensos a fugir quando a turbulência surge."

3. Saída de gerentes e executivos top
Segundo Greco, a rotatividade no nível executivo pode causar um efeito dominó dentro das empresas, levando a deserções em cascata. Se os funcionários vêem os gestores de topo de sair, eles também podem quer fazer o mesmo.

4. Concorrentes se estabelecendo na vizinhança
Se um concorrente abre um escritório perto de uma das instalações da sua empresa, diz Greco, você pode apostar que eles vão convidar seus talentos para uma visita.

recrutamento

5. Deixar de compartilhar o sucesso com os empregados
Como a recuperação da economia (embora fraca) e e os lucros de volta, os empregados que sofreram cortes salariais ou salários congelados durante a recessão começam a perceber que os empregadores não estão partilhando a sua riqueza com os colaboradores.

São, todos, motivos para ver a força de trabalho sair pela porta da frente para sempre.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui