Recursos/White Papers

Gestão

16 características indispensáveis aos profissionais de TI

Querendo contratar os melhores? Aqui estão características intangíveis que fazem com que os principais profissionais de TI se destaquem

Paul Heltzel, CIO/EUA

Publicada em 07 de maio de 2018 às 07h43

O maior desafio para os gestores de TI hoje é lidar com as grandes mudanças da tecnologia no local de trabalho e com o papel da TI na gestão e suporte aos serviços de nuvem, aplicativos móveis,Big Data e Alaytics, que estão transformando radicalmente a forma como os usuários finais, executivos e funcionários de TI interagem com a tecnologia.

Em muitos aspectos, esta transformação é positiva, especialmente quando leva ao aumento da produtividade, colaboração e satisfação de empregados e clientes.

Há também desvantagens. Uma delas é tentar adivinhar quais habilidades ou atributos os trabalhadores de TI precisam para ter. Isso é um desafio particularmente grande se você estiver encarregado de contratar os membros da equipe de TI que a sua organização vai precisar ao longo da próxima década.

Em uma boa equipe de tecnologia, o treinamento cruzado e a documentação clara mantêm os projetos em andamento - mesmo quando os colegas precisam estar longe - evitando o desastre. Dito isso, você já notou que quando certas pessoas em seu escritório não estão lá, o trabalho tende a parar, os prazos se esvaem e os sprints parecem menos ... ágeis?

Esses excelentes profissionais de TI sabem como se tornar inestimáveis. Eles são os codificadores, líderes de projeto e gerentes que a organização não pode dispensar. Perguntamos a uma dúzia de especialistas em TI quais são os hábitos altamente eficazes que esses profissionais têm para obter dicas sobre como replicar o sucesso de alguns membros da equipe. Veja o que os profissionais de alto desempenho fazem que os torna tão difíceis de serem substituídos.

Eles são curiosos

Robert Douglas, proprietário da PlanetMagpie IT Consulting, diz que contratou uma série de funcionários de destaque para sua equipe, e todos eles têm a mesma característica: curiosidade técnica.

“São profissionais de TI que constroem mini datacenters em sua garagem a partir de lixo eletrônico”, diz Douglas. "Por quê? Porque é divertido. Eles podem pensar maneiras fora da caixa de resolver problemas. Eles podem restaurar uma rede derrubada usando equipamentos descartados e alguns cabos que eles tinham por aí - e mantê-las funcionando até que novos componentes cheguem. ”

Eles se adaptam

Ter novos olhares para problemas antigos é uma parte essencial da Transformação Digital que vem mudando muitas culturas organizacionais, levando a abordagens como DevOps e Agile e incorporando soluções técnicas emergentes como IA e IoT, diz Christoph Goldenstern, vice-presidente global de inovação e serviços excelência na Kepner-Tregoe. Da mesma forma, os membros da equipe dispostos a adotar novas formas de trabalho são muito procurados.

"Há uma coisa que a equipe de TI não pode permitir - ficar parada", diz Goldenstern. “A vontade de aprender e continuar evoluindo é absolutamente essencial para permanecer relevante e ser um impulsionador do crescimento em um negócio em constante evolução.”

Eles resolvem problemas

A maioria dos membros da equipes de tecnologia de sucesso tem uma mente analítica apurada, diz Paul Martini, CEO da empresa de segurança de rede iboss. E essa é uma das características mais importantes em um profissional de TI indispensável.

“Para ter sucesso em TI, você precisa ter a capacidade de analisar um problema e encontrar uma maneira de resolvê-lo”, diz Martini. “Procuro pessoas que entendam seus pontos fortes e fracos. Estas são as pessoas que são mais capazes de aprender no trabalho, enquanto ainda melhoram a capacidade da equipe em geral. Olhe para o potencial bruto. Se há potencial e impulso para melhorar, o resto se seguirá. ”

Eles oferecem perspectivas únicas

Para misturar as coisas e evitar o pensamento de grupo, Andrew Avanessian, COO da Avecto, empresa de segurança de terminais, procura uma combinação de habilidades tecnológicas e um ponto de vista único quando está contratando. 

“As equipes mais bem-sucedidas abraçam os talentos individuais de cada membro da equipe e desafiam seus colegas de equipe a pensar de forma diferente”, diz Avanessian. “Os profissionais de TI precisam constantemente aprender novas habilidades e adotar novas tecnologias - o trabalho que você estava fazendo há um ano pode mudar completamente. Por essa razão, valorizo ​​a adaptabilidade e a vontade de aprender acima de tudo”.

Eles podem codificar

Mesmo a equipe não técnica está usando suas próprias soluções de codificação para resolver problemas nos dias de hoje. Aqueles que investiram tempo e aprenderam a codificar estão sendo cada vez mais demandados.

“Usar pelo menos uma linguagem de script é uma habilidade indispensável”, diz Matt Wilgus, diretor de serviços de avaliação de ameaças e vulnerabilidades da Schellman & Co. “Ser capaz de realizar uma tarefa que não está em um aplicativo - ou pelo menos não faz parte de uma interface gráfica de usuário - é comum. Tirar o máximo proveito dos fornecedores e mover dados para dentro e fora de sistemas diferentes geralmente requer a interação com dados por meio de scripts. ”

Não é preciso saber criar algoritmos inovadores, mas aprender a escrever scripts simples pode fazer diferença, diz Andrew Odewahn, CTO da editora de tecnologia O'Reilly.

“Para a grande maioria das pessoas que trabalham nas trincheiras, ter uma base sólida em pelo menos um idioma e aprender a aprender são habilidades mais importantes do que um diploma em ciência da computação”, diz Odewahn. “Mesmo sistemas simples envolvem muitas ferramentas e linguagens diferentes, então seria quase impossível conhecê-las todas, a princípio. Você pode estar trabalhando em Python, JavaScript, Git, GitHub e Docker mesmo em um projeto simples, então a habilidade de pegar o que você sabe como fazer em um idioma ou ferramenta e rapidamente aplicar para aprender outro é crucial ”.

profissionaldeTI

Eles têm soft skills

A empresa de consultoria Capgemini publicou um estudo no final do ano passado sobre o déficit em habilidades digitais e o resultado foi que mais empregadores estavam tendo uma lacuna de soft skills (cerca de 60%) do que em habilidades tecnológicas (cerca de metade dos entrevistados).

As habilidades mais demandadas eram o foco nos clientes e o desejo de aprender. As habilidades mais difíceis de encontrar, segundo os entrevistados, foram a colaboração eficiente como parte de uma equipe e a facilidade de lidar com mudanças. 

Eles ensinam os outros

A capacidade de orientar os outros fornece benefícios para a organização, mas também para a pessoa que está ensinando, e eles vão além de marcar uma caixa em uma análise de desempenho.

“Um profissional técnico que dedica tempo para ensinar os outros é alguém que procuramos em nossa equipe”, diz Wilgus. “Ensinar não apenas demonstra proficiência técnica, mas também demonstra soft skills como falar em público, paciência e habilidades organizacionais.” 

Eles evitam a abordagem recortar e colar

Odewahn, da O'Reilly, diz que os melhores membros da equipe de tecnologia são capazes de sacudir a maneira como abordam os problemas. Eles não apenas pesquisam on-line para obter uma resposta ou vão para o StackOverflow.

"Há muito artesanato e julgamento envolvidos", diz Odewahn. “Embora seja bom ser rápido, a maioria dos problemas exigirá muitas tentativas diferentes, já que estamos trabalhando em equipes complexas e distribuídas em que as linhas divisórias de soluções simplesmente não são claras. Competência mínimas, então, incluem as habilidades sociais que realmente fazem alguém se destacar. É essencial ter a capacidade e a vontade de aprender e aplicar coisas novas. Embora ter engenheiros perseguindo novos brinquedos brilhantes seja um problema que sempre precisará ser gerenciado com cuidado, um bom engenheiro estará naturalmente interessado e curioso sobre como aplicar novas ferramentas ou técnicas aos problemas em questão ”.

Eles são compatíveis

Um profissional de tecnologia com inteligência e uma forte ética de trabalho é imprescindível, mas Derek Langone, CEO da XebiaLabs, de Boston, diz que acrescenta um terceiro elemento - ser compatível com as mudanças.

"Este é frequentemente o traço mais difícil de prever", diz Langone. “Mas é também o que faz a diferença entre o sucesso e o fracasso. Na minha experiência, se essas três características estão presentes em um candidato, sua probabilidade de sucesso é muito alta”.

Eles entendem o negócio

Como a tecnologia se torna parte de cada unidade de um negócio e não simplesmente uma preocupação do departamento de TI, há uma necessidade fundamental de entender o que o cliente deseja.

"O que os faz sobressair é sua capacidade de estar conectados às necessidades do negócio e entender o que realmente é considerado importante pelo usuário de TI", diz Goldenstern. “Existem muitos engenheiros de TI com ampla capacidade técnica. Concentrar-se em valor versus recursos e adoção versus simplesmente lançar algo novo é o que fará com que os engenheiros e gerentes de TI se destaquem ”.

Eles sabem como trabalhar com fornecedores

As empresas que dependem da nuvem para serviços de e-mail e Ciência de Dados precisam de profissionais de TI que sejam hábeis em trabalhar com provedores de serviços fora dos limites de sua organização.

“As habilidades de gerenciamento de fornecedores são imprescindíveis”, diz Rich Murr, CIO da Epicor Software. “Embora não seja necessariamente uma habilidade tecnológica, está se tornando indispensável à medida que os departamentos de TI aproveitam um número crescente de terceiros, incluindo fornecedores de nuvem.”

Funcionários vitais entendem “tudo como um serviço - software, hardware e rede”, diz Jim Haskin, CIO da Aspect Software.

Eles valorizam dados

Não é surpresa para quem trabalha em tecnologia que as habilidades em Ciência de Dados estão em alta demanda . Os profissionais de tecnologia ajudam suas organizações ao coletar insights de dados estruturados e não estruturados, dizem nossos especialistas.

“A Ciência de Dados e a Engenharia de Dados são habilidades que mais desenvolvedores e tecnólogos precisarão ter em sua caixa de ferramentas”, diz Odewahn. “No entanto, à medida que mais e mais serviços em nuvem começarem a oferecê-los como serviço, em escala - como o Amazon Sagemaker - entender como aplicar seus dados a problemas específicos será mais importante do que a tecnologia subjacente. Estou muito animado com esse modelo de IA como serviço e o que possibilitará”.

Eles começam com o fim em mente

Soft skills entram em jogo quando a equipe de tecnologia está frequentemente se reunindo com várias equipes, e precisa comunicar uma visão de como os clientes usarão o produto, diz Koreen Pagano, diretor de gerenciamento de projetos da D2L, uma ferramenta de aprendizado online.

"A maioria dos engenheiros não está sendo ensinada sobre essas habilidades durante a sua formação, e tem que aprendê-las no trabalho para ter sucesso", diz Pagano.

Eles pensam grande

Os melhores membros de uma equipe de tecnologia pensam de forma ampla, diz Jay Jamison, vice-presidente sênior de estratégia e gerenciamento de produtos da Quick Base. Eles criam o que ele chama de “impacto de reverberação” - a capacidade de desenvolver uma solução técnica e depois aplicá-la a outras necessidades da empresa.

“Uma equipe construiu recentemente uma infraestrutura de eventos para resolver um conjunto de desafios do cliente de uma forma que nos permitiu aproveitar essa mesma infraestrutura para resolver outro conjunto de problemas”, diz Jamison. “O sucesso foi devido à curiosidade da equipe, aliada à execução rápida e ao pensamento em larga escala.”



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui