Recursos/White Papers

Gestão

Acredite, diversidade significa mais lucro para a sua empresa

Ao atuar contra qualquer tipo de discriminação, a empresa também fortalece o respeito mútuo e o reconhecimento de suas particularidades

Valéria Porto *

Publicada em 30 de abril de 2018 às 07h14

Não se trata de modismo, acredite. Nem de se render ao politicamente correto. Investir na diversidade de sua força de trabalho traz resultados melhores para a sua empresa. E quando falo resultados, me refiro a todos os tipos, incluindo o financeiro.
 
No mundo inteiro, as corporações vêm percebendo que, quanto mais diverso for seu público interno, mais bem representado estará o perfil de seus clientes. E esse formato favorece, e muito, a construção de mais e melhores serviços, produtos e soluções. O resultado? Mais lucro.
 
Só que a política de diversidade vai além: em um cenário no qual mais e mais a geração Millennial dá as cartas - recente pesquisa da Accenture registra que, daqui a uma década, os Millennials representarão mais de 75% da força de trabalho no mundo inteiro -, contar com uma equipe em que todo tipo de gente está representada significa muitos pontos a mais nos rankings de reputação de marca.
 
O respeito genuíno à diversidade é capaz de gerar, portanto, reverência por parte de consumidores, concorrentes e demais stakeholders, além de mais espaço positivo na mídia. E isso não tem preço... literalmente.
 
Forma-se, assim, um círculo virtuoso fundamental para a perenidade de qualquer empresa - principalmente em um ambiente de competitividade, como este em que vivemos.
 
Ao estimular a diversidade e atuar contra qualquer tipo de discriminação, a empresa também fortalece o respeito mútuo e o reconhecimento de suas particularidades. Além disso, cria um ambiente propício à criatividade e à cooperação; e incrementa a competitividade, possibilitando às empresas usufruir de todo o potencial resultante das diferenças positivas entre seus empregados.
 
Ainda não se convenceu? Pois saiba que, entre as vantagens que vêm a reboque dessa política também está uma menor rotatividade de funcionários (que ostentam índice maior de satisfação no trabalho, o que gera melhores serviços prestados). Isso é particularmente importante em um mundo recheado de Millennials, uma geração que dá mais valor a questões éticas do que ao salário propriamente dito.

diversidade

 
E pode adicionar a esse caldeirão uma maior capacidade de enfrentar as mudanças de mercado - cada vez mais constantes no mundo globalizado - e de reconhecer talentos dentro da corporação.
 
Se sua empresa ainda não conta com equipes diversificadas, já passou da hora de rever alguns conceitos. Até porque é sempre uma boa ideia fazer a coisa certa. E se isso, ainda por cima, traz melhores resultados, só resta uma pergunta: o que você está esperando para tomar essa decisão?
 

(*) Valéria Porto é diretora de Recursos Humanos do PayPal para a América Latina


Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui