Recursos/White Papers

Gestão

Cinco desculpas para adiar a emulação do hardware legado que não colam mais

Esperar pode ser arriscado e custar mais caro a longo prazo

Da Redação

Publicada em 29 de agosto de 2017 às 08h43

Em razão das mudanças - que custam dinheiro e exigem tempo dedicado -, muitas empresas prorrogam a emulação de seu hardware até que isso se torne realmente necessário. Esperar que algo ocorra, porém, pode ser arriscado e custar mais caro a longo prazo. A Stromasys elaborou uma lista das cinco principais razões utilizadas pelas empresas para adiarem a emulação de seus sistemas legados e explica porquê a espera não é a melhor opção.

Confira.

1. Nada está quebrado
Muitas vezes, a mentalidade "se não está quebrado, deixe como está" é comum no trabalho. Mas, aguardar para emular o hardware legado até que algo realmente esteja prejudicando o processamento pode ser muito caro, já que o tempo de inatividade gera prejuízos que podem ser pesados;

2. Não é uma prioridade
À medida em que o negócio está se modernizando em outras frentes, esses sistemas de back-room são deixados de lado pelas empresas. Entretanto, as aplicações de missão crítica devem ser prioritárias;

3. Parece caro
A emulação não é gratuita. Mas, muitas vezes, as soluções custam menos do que a manutenção do hardware original por um ano. E os clientes percebem taxas de manutenção anual reduzidas em até 90%;

upgrade

4. É uma correção temporária
Embora a emulação possa ser uma solução a curto prazo antes de uma migração total, também é a solução a longo prazo para muitos clientes. Se o negócio possui um aplicativo legado comprovado no tempo, ele ainda tem uma longa vida à frente, uma vez que o hardware original  é expandido para um ambiente x86 ou em nuvem;

5. Emulação?
Muitos clientes pensam que suas únicas opções são comprar peças sobressalentes para o hardware legado ou mudar para uma plataforma totalmente nova. A emulação, porém, é a opção de baixo risco e custo-benefício aplicada por empresas de todo o mundo.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui