Recursos/White Papers

Gestão

Como redefinir e implementar processos em tempos de crise

á que investimentos se tornam escassos, o emprego da inteligência em processos se torna imprescindível

Júlio Datílio *

Publicada em 04 de novembro de 2015 às 08h51

No atual cenário econômico, ouvir as palavras crise e recessão tem se tornado algo frequente nos corredores do mundo corporativo. O momento é crítico, mas sabemos que toda e qualquer economia passa por fases difíceis, basta olhar para trás e relembrar os períodos de recessão em nosso país nas décadas de 60, 70 e 90, antes do Plano Real. No entanto, este é um processo cíclico e natural, que deve ser enfrentado com coragem e determinação pelas empresas.

Embora em um período de vacas magras, o foco seja a sobrevivência, uma corporação não pode se entregar ao “desespero”, abrindo mão de seus valores e missão, e, sobretudo, de seus processos gerenciais. Já que investimentos se tornam escassos, o emprego da inteligência em processos se torna imprescindível.

Mas, como fazer isso? Elenquei algumas dicas que julgo importantes e que, certamente, ajudarão empreendedores e gestores a passar pelas turbulências, sem comprometer a filosofia do negócio. Confira:

1 – Defina o escopo para mapeamento dos processos principais
Foque os esforços nas atividades mais latentes da empresa. Não é preciso realizar projetos de mapeamento e redesenho de processos clássicos, que englobem toda a organização e, sim, optar por um trabalho em que são identificados os principais gargalos, mantendo alto envolvimento na estratégia e ganhos da empresa. Projetos longos e complexos, superiores a seis meses, não atendem  à urgência do mercado contemporâneo. Cobre agilidade da equipe.

2 – Busque profissionais com bagagem em mapeamento e redesenhos de processo
Independente do mercado ou segmento em que realizaram projetos, profissionais que conhecem a prática do universo e mapeamento de processos sabem como dinamizar o trabalho e agregar boas práticas, mesmo em tempos de crise. Isto torna a experiência útil e proveitosa para a sua empresa. Estes profissionais são capacitados para, em um curto espaço de tempo, prover soluções focadas no processo e no negócio, direcionando e alinhando as atividades core de sua empresa.

3 – Pesquise muito
O mercado é um nicho para oportunidades. Enquanto muitos profissionais se especializam para oferecer o melhor, outros tentam surfar na onda do momento e criam alternativas de baixo custo que refletem, muitas vezes, em resultados desastrosos para as empresas. Consultorias com know how, que ofereçam profissionais capacitados e apresentem cases de sucesso, que quantifiquem o ganho das melhorias implementadas, serão capazes de fazer a diferença para o sucesso do seu negócio. Neste contexto, antes de contratar uma empresa para apoiar sua organização nessa empreitada, pesquise, busque referências e, só assim, tome a decisão final.

Viu só como não é tão complicado? Não perca o foco! É possível, sim, alinhar as expectativas para garantir agilidade em mapear e definir os processos de negócio ideais para sua empresa. E o mais importante: com a qualidade e resultados finais coerentes com os escopos definidos anteriormente.

 

(*) Júlio Datílio é Coordenador da Trinus Consultoria Organizacional



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui