Recursos/White Papers

Carreira

Como participar dos melhores grupos no LinkedIn para profissionais de TI

Seja qual for a sua especialidade na indústria, há um grupo para você. E participar deles é um primeiro passo para estar permanentemente atualizado

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 30 de julho de 2018 às 06h48

O LinkedIn consolidou sua imagem de local mais apropriado para os profissionais. Na rede social, é possível conhecer outros profissionais, conversar e trocar informações. Ações em grande parte impulsionadas pelas comunidades formadas em torno de interesses comuns, objetivos ou experiências de trabalho. Participar de um grupo LinkedIn é mais fácil de se manter atualizado com as tendências do setor, fazer contatos valiosos e tornar-se referência na área de atuação.

Mas, por onde começar? Há dezenas de comunidade relacionadas à TI no LinkedIn. Percorrer todas na esperança de tentar encontrar aquelas que valem a pena participar seria uma tarefa inglória. Não só existem grupos que se especializam em áreas específicas de TI - de hardware, aplicativos, rede, segurança etc - como grupos com estilos diferentes que podem ou não ser realmente úteis. Alguns grupos são estritamente comerciais, outros mais freewheeling, nos quais os participantes compartilham informações pessoais, pródigos em discussões off topic. Muitos concentram um fluxo constante de postagens com comentários ricos, enquanto outros têm menos debates.

Nem todos os grupos serão ideais para todas as pessoas, mas essa é a beleza de tudo isso - um vasto leque de opções para escolher. Difícil não encontrar algo que satisfaça suas necessidades.

Com tudo isso em mente, procurei alguns profissionais para que indicassem grupos frequentados por eles. Da amostra, retirei  exemplos de grupos de alto calibre no LinkedIn, destinados a uma ampla gama de profissionais de TI e que abrangem diversos tópicos como segurança na nuvem e convergência, tecnologia sem fio etc. Todos orientados por profissionais, bem moderados e livres de spam, que por vezes podem manter os usuários afastados. Eles estão indicados no fim deste texto. Mas primeiro, antes de conhecê-los, confira algumas dicas de como identificar os grupos do LinkedIn mais indicados para você.

Encontrando grupos dignos da sua participação
Ao escolher os grupos LinkedIn para participar, os especialistas aconselham que você tenha antes uma estratégia sólida, passe algum tempo "à espreita" para ver como os fluxo de informações acontece, e siga algumas diretrizes de melhores práticas bastante simples.

Em primeiro lugar, identifique o que você espera ganhar com a participação em um grupo. Por exemplo: "Eu gostaria de encontrar uma boa fonte de informações sobre como solucionar questões relacionadas com o Windows", ou "eu gostaria de saber mais sobre aplicações HTML5". Seus objetivos irão ajudá-lo a definir o escopo e reduzir a quantidade de opções disponíveis para analisar, além de orientar o tipo de mensagens que você vai trocar durante a sua participação nesses grupos.

"Você deve saber qual experiência quer ter e com quais pessoas falar", diz Wayne Breitbarth, autor do livro "The Power Formula for LinkedIn Success" (Greenleaf Book Group Press, 2011). "Se você tem um processo bem definido para compartilhar informações nos grupos nos quais participa e suas atualizações são consistentes com a sua marca e seu nicho, maiores são as chances de as pessoas passarem a ver você como um perito com o passar do tempo."

Uma vez que você teenha ideia dos seus objetivos, existem três principais formas de encontrar um grupo, diz Jan Vermeiren, autor do livro "How to REALLY use LinkedIn" (BookSurge Publishing, 2009).

1 - Procurar no Diretório de grupos
No topo da página inicial LinkedIn, clique no menu Grupos. Em seguida, digite um termo de pesquisa relacionado ao conteúdo desejado. Você obterá uma lista de grupos, ordenados da maior para a menor quantidade de participantes.

A busca de temas de interesse no diretório de grupos é um bom primeiro passo para encontrar grupos relevantes no LinkedIn. A busca muito genérica pode gerar resultados demais.

"Infelizmente", explica Vermeiren, "não há pesquisa avançada para grupos, o que pode tornar a tarefa um desafio".

Minha busca por "IT security", por exemplo, trouxe mais de 12 mil resultados. Por isso, procure estreitar seu termo de pesquisa tanto quanto possível. A lista que você vai obter fornece algumas informações gerais sobre cada grupo e seus membros para que você possa começar a avaliar se estão ou não alinhados com seus objetivos.

2 - Grupos semelhantes
Uma vez que você começar a juntar os grupos, o próprio LinkedIn começará a sugerir outros grupos que você poderia estar interessado em conhecer.

3 - Grupos nos quais outros profissionais participam
Você pode já estar familiarizado com alguns líderes em suas áreas de interesse e, ao começar a participar de alguns grupos, identificar pessoas com conhecimentos específicos e sólidos. É normal querer saber que outros grupos eles frequentam. Você pode descobrir acessando o perfil da pessoa, onde é possível encontrar uma lista de grupos a que ele ou ela pertence.

Como avaliar os grupos
Muitos usuários do LinkedIn desanimam ao verem os grupos que frequentam serem tomados por spammers, auto promotores e aqueles que estão mais interessados ​​em crescer seu número de conexões do que em participar ativamente da troca de conhecimento. Mas há um monte de trigo entre a palha. Aqui estão algumas pistas de como ter insights sobre se um grupo do LinkedIn serve para você.

Além de abertos ou de participação restrita, os grupos do LinkedIn podem ser moderados ou não. O ícone de cadeado ao lado do nome do grupo é um sinal de que ele é um grupo fechado, só para membros.

Discussões criadas em grupos abertos são pesquisáveis ​​e visíveis para qualquer pessoa na Web e podem ser compartilhadas em outros sites de redes sociais como Twitter e Facebook. Os gerentes de um grupo aberto também podem permitir que usuários do LinkedIn que não sejam membros do grupo contribuam para as discussões. Nos grupos fechados, somente os participantes do grupo podem ver ou participar das discussões.

Enquanto cada grupo LinkedIn tem um dono (geralmente a pessoa que o iniciou), grupos moderados são gerenciados por um ou mais supervisores que estabelecem regras para a participação conversas, monitoram e tentam garantir que os membros cumpram essas regras. Eles podem até mesmo expulsar aqueles que não seguem essas regras.

Há muitas exceções, mas os grupos sem moderação - ou com moderação fraca, ruim - podem tornar-se como o Velho Oeste selvagem onde vale tudo e as conversas são dominados pelos participantes mais agressivos ou, muitas vezes, que têm alguma coisa para vender.

Ao contrário dos grupos fechados, não há como identificar de antemão se um grupo é moderado ou não. A melhor maneira de descobrir é participando dele.

Sempre que navegar nos grupos do LinkedIn, você verá uma lista de suas conexões primárias, secundárias e de terceiro grau que fazem parte do grupo, mesmo que o grupo seja apenas para membros. Encontrar nesta lista um número expressivo de colegas ou pessoas cujas opiniões você respeita é um indicador de que o grupo pode ser bom para você.

Grupos abertos também exibem uma caixa na parte inferior da coluna direita da página onde são mostrados os membros do grupo cujas discussões geraram mais respostas. Se os participantes mais ativos são líderes, referências no tema, em vez de tipos spammer, é um bom sinal de que vale a pena investigar mais o grupo.

O número de membros que pertencem a um grupo e o número de discussões ativas que você vê acontecendo também podem ser pistas importantes. Afinal, não há sentido aderir a um grupo onde tudo que você ouve são grilos cantando. Por outro lado, uma conversa entre centenas de participantes tende a criar menos intimidade.

Independentemente disso, os números não contam toda a história de um grupo. "Não é a quantidade, mas a qualidade das discussões, o calibre dos participantes, o alcance e a influência do grupo, o que mais interessa na hora de decidir de quais grupos participar", diz Paul Sonnier, gerente do grupo Digital Health. Você pode achar que grupos altamente moderados com poucos participantes seja mais relevante.

Linkedin

Etiqueta
O valor de um grupo é baseado principalmente nas ações de seus integrantes. Ao gastar algum tempo nos grupos você vai perceber rapidamente como se comportar. O que fazer e o que não fazer. Para ajudá-lo a evitar cometer gafes, nossos especialistas em LinkedIn oferecem estas dicas:

1 - Ouça primeiro, e depois fale, recomenda Vermeiren. "Primeiro reaja a discussões iniciados por outras pessoas", diz ele, e só ouse iniciar discussões depois de ter descoberto a atmosfera ou a cultura do grupo.

2 - "Nunca vendemos em um grupo", acrescenta Vermeiren. "Se alguém pergunta sobre um fornecedor, não poste a resposta no grupo. Preferia a resposta direta a quem perguntou."

3 - Tenha cuidado com o postagens multiplataforma, adverte Breitbarth. "Por causa de pequenas ferramentas como a caixa do Twitter, você pode postar atualizações de status em todas as plataformas. As pessoas estão trazendo tweets demais e as atualizações do Facebook e do LinkedIn são de outro tipo", ele diz.

Melhores práticas para o envolvimento no grupo
Não há dúvida sobre isso - a participação em grupos pode ser um grande sorvedouro de tempo. Os grupos podem tornar-se irresistíveis rapidamente, se você não tem uma estratégia para tirar o máximo de valor com o mínimo de tempo.

Uma boa prática é fazer um bom uso das notificações por e-mail. "Só ative notificações de e-mail para os grupos que você considera que são os mais importantes, nos quais você não gostaria de perder uma conversa", diz ele. E mesmo com esses grupos importantes, faz sentido controlar quantas vezes ao dia você quer ser notificado das discussões. Você pode definir essas preferências quando participar de um grupo ou alterá-las posteriormente na página de configurações de cada grupo.

Breitbarth recomenda o desenvolvimento de um cronograma de atividades online, incluindo atualizações de status no LinkedIn. Por exemplo, você poderia entrar no LinkedIn para ler e participar de discussões em seus grupos duas vezes por dia - uma vez na hora do almoço e uma vez antes de desligar o computador.

Ideias para compartilhar informações e conversas podem vir de vários lugares, se você estiver preparado para eles. "Ao ler revistas e sites, ir a a eventos..."

Uma pequena seleção de grupos de TI
A melhor maneira de encontrar grupos relacionados à TI é seguir as dicas acima, mas aqui vai uma breve seleção que inclui grupos de alto tráfego e de nicho. Todos foram escolhidos porque são de negócios, específicos para o tema e bem moderados, fornecendo informação relevante e interessante, sem spam.

Eles são uma ótima maneira de se manter informado sobre as tendências, notícias do setor e se informar sobre os últimos avanços.

1. Global Information Technology Professionals Association
Este grupo tem 36.618 membros, todos profissionais de TI. Concentra-se nas práticas e preocupações de cada um deles. Mensagens e discussões incluem garantia da segurança dos dispositivos BYOD no local de trabalho, os melhores cursos de programação online e o impacto e o crescimento da tecnologia de nuvem em empresas em todo o mundo.

Clique aqui para entrar no GITPA.

2. Melhores Práticas em Service Desks e ITIL
Com 17.198 membros em todo o mundo, esse grupo é destinado a empresas interessadas em práticas comprovadas para uma experiência de serviço de qualidade. O fórum discute tópicos como métricas de nível de serviço, estratégias de redução de custos que funcionam e formas de maximizar a satisfação do cliente.

Confira este grupo AQUI.

3. Continuidade de Negócios e Recuperação de Desastres
Este grupo consiste de 19.978 empresas e profissionais de continuidade e recuperação de desastres de todo o mundo. Os membros do grupo debatem técnicas e informações relacionadas a esses temas.

Saiba mais sobre este grupo aqui.

4. Information Security Careers Network (ISCN)
Os profissionais de segurança estão na linha de frente do mundo da informação, já que a privacidade e a violação estão se tornando problemas quase diários. Este é um grupo para profissionais de rede. Se você está procurando novos talentos, ou está procurando um emprego, este grupo é um excelente recurso. Os tópicos discutidos incluem ransomware, segurança móvel e a importância do setor de segurança de TI.

Clique aqui para saber mais ou participar deste grupo

5. Fórum de Gerentes de Tecnologia da Informação
Se você é um gerente de TI, ou um provedor de serviços gerenciados de TI, este é o grupo para você! 14.208 membros abordam as tendências do setor e uma variedade de métodos e estratégias de liderança. Tópicos recentes incluem técnicas de gerenciamento de dispositivos móveis, o poder do trabalho em equipe e como o C-suite pode criar uma cultura de Big Data.

Saiba mais, clique aqui!

6. Profissionais de Tecnologia da Informação
Um dos maiores grupos LinkedIn LinkedIn com 193.130 membros. Este é um grupo público com excelentes recursos para membros da comunidade de tecnologia. Incluindo vendas, cuidados de saúde, marketing, finanças e banca de investimento. Encontre postagens de emprego e postagens gerais abordando uma variedade de problemas nos setores.

Clique aqui para saber mais.

7. Tecnologia da Informação: Vagas de emprego
Com 317.439 membros , este grupo concentra-se em oportunidades de emprego, mas ainda oferece muitas discussões aprofundadas sobre as melhores práticas tecnológicas. Aprenda com tópicos incluindo maneiras de se apresentar melhor durante o processo de contratação junto com o aprimoramento do currículo e as habilidades de entrevista. As postagens também abordam as práticas de pós contratação, como envolvimento e retenção de funcionários.

Clique aqui para conferir este grupo!

8. Software como Serviço - SaaS

Com 105.161 membros fortes, esse grupo não tolera tópicos ou anúncios irrelevantes para sua empresa. Concentra-se em discussões aprofundadas e artigos relevantes, como o papel da nuvem nos negócios e relatórios sobre o mercado global de SaaS.

Clique aqui para se juntar à este grupo.

9. WITI - Mulheres na Tecnologia Internacional

Este grupo tem 11.703 membros, todos mulheres trabalhando em tecnologia. Carolyn Leighton fundou o WITI para ajudar as mulheres a avançar fornecendo acesso e apoio de outras pessoas que trabalham no campo. O WITI trabalha com mulheres em todo o setor de tecnologia desde 1989.

Clique aqui para obter mais informações.

10. Cloud Computing

Este grupo possui 407.463 membros e está focado em todos os aspectos da computação em nuvem. O grupo oferece discussões sobre tecnologia, aspectos legais, modelos de negócios, experiências do setor, pesquisa, desenvolvimento e outras inovações na computação em nuvem.

Para saber mais sobre o Cloud Computing Group, clique aqui.

Esses dez grupos do LinkedIn para empresas de TI e profissionais de tecnologia são um ótimo começo para os benefícios dos fóruns do LinkedIn. Eles também são apenas dez em uma lista de milhares. Seja qual for a sua especialidade dentro da indústria, há um grupo para você. Para realmente ficar por dentro das novidades, tendências e inovações dentro da indústria de tecnologia, ou para procurar um emprego, talentos, prospectar clientes ou apenas olhar para a rede, confira o Diretório de grupos do LinkedIn!



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui