Recursos/White Papers

Carreira

Pense duas vezes antes de responder a um e-mail desagradável

É bom respirar fundo antes de enviar uma resposta furiosa

Rick Broida, PC World/EUA

Publicada em 25 de maio de 2018 às 18h45

Em algum momento você receberá um e-mail desagradável. O remetente poderá ser o seu chefe, ou um colega de trabalho, um cliente, ou até mesmo um desconhecido. Independente da origem, são grandes as chances disso resultar em sentimentos feridos, raiva, e um grande desejo de responder à altura.

Digo por experiência própria: durante a semana, recebi um e-mail acusador, me insultando, de um RP que não havia gostado de algo que escrevi sobre um produto de sua companhia. Fiquei tão surpreso com isso (a maioria dos RPs que eu conheço são totalmente profissionais) que quebrei minha própria regra: disparei imediatamente uma resposta odiosa.

Foi um erro. Tendo lidado com e-mails mesquinhos ao longo dos anos (e permitido a mim mesmo entrar em algumas discussões bem dolorosas), aprendi algumas lições sobre como lidar com isso, que infelizmente deixei de lado. São elas:

1. Fique longe do teclado
Dê a si mesmo a chance de digerir a mensagem, considerar o ponto de vista da pessoa que o enviou e esvaziar a cabeça. As pessoas geralmente escrevem coisas em e-mails que jamais diriam pessoalmente ou ao telefone, e muitas vezes estão apenas querendo desabafar.

2. Espere pelo menos uma hora para responder
E tenha certeza de que passou esse tempo focado em outra coisa. Se você deixar a raiva inicial inflamar, não irá pensar claramente quando for responder, e as coisas podem sair de controle. Pegue a estrada mais leve; seja superior.

3. Se você decidir responder (após considerar que algo bom virá disso), finalize o ciclo de mensagens e pegue o telefone.
“Ei, eu gostaria de conversar com você sobre seu e-mail e tentar resolver as coisas”. Na maior parte do tempo, é um jeito rápido e efetivo de resolver maus sentimentos.

4. Se essa não for uma opção, tente escrever a resposta maldosa e malcriada que você quer, mas não apertar o botão "Envie"
Escreva em seu processador de texto; se você usar seu e-mail direto, um impulso momentâneo pode provocar um clique no botão “enviar”. Escrever é uma ótima maneira de se acalmar e criar alguma perspectiva sobre uma situação difícil.

e-mail

O mais importante: lembre-se que o e-mail pode ser uma maneira pobre de comunicação, que pode ser facilmente má interpretada. De fato, mensagens incompreendidas muitas vezes levam a discussões desagradáveis ​​que não aconteceriam de outra forma. Uma das melhores maneiras de evitar isso é usar o emoticon de sorriso. É uma maneira simples e efetiva de dizer "estou brincando", ou "não estou sendo sério."

Ah! Como você já deve imaginar, essas regras valem também para respostas a mensagens trocadas via WhatsApp, Facebook Messenger, Slack e por aí vai! Esfrie a cabeça antes de usar o microfone ou o teclado do smartphone.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui