Recursos/White Papers

Carreira

11 detalhes prejudiciais à boa comunicação

A solução é relativamente simples, dependendo apenas de destreza experimental e orientação adequada

Reinaldo Passadori *

Publicada em 13 de abril de 2018 às 08h51

A comunicação correta tem impacto em vários pontos das vidas das pessoas. Problemas relacionados ao tema são muitos, como vendas perdidas, negociações malsucedidas, treinamentos ineficientes, discursos sonolentos e mal elaborados, discussões, boicotes, brigas e desentendimentos entre as pessoas de um modo geral.

Se as pessoas conseguissem comunicar-se melhor, menos problemas iriam ocorrer. Dessa forma, sem perceber, diz, muito dos problemas comuns que ocorrem são facilmente detectados, podendo ser aperfeiçoados. Pensando nisso o especialista indicou os principais que tenho observado em meus treinamentos.

1. Voz fraca
Volume baixo, onde a voz é quase inaudível.

2. Linearidade
A fala mantém um tom monocórdio, gerando sonolência e desatenção das pessoas.

3. Dicção ruim
Dificuldade de pronúncia, onde os sons não são claros e a compreensão fica prejudicada.

4. Velocidade excessiva
Ocorre quando a pessoa atropela as palavras, além de dificultar o entendimento das ideias.

5. Velocidade lenta
Talvez pior ainda do que a velocidade acelerada. Ficamos impacientes, querendo ajudar a pessoa que está falando, também gerando desinteresse.

6. Ausência de teatralização
A pessoa que fala nada expressa além do conteúdo e sabemos que tão ou mais importante do que o conteúdo é a forma de falar. Um bom exemplo disso é a pessoa falando algo alegre com uma voz triste ou melancólica.

7. Nasalação
Os sons são excessivamente anasalados, tornando feia a fala.

8. Ausência de pausas
As pausas servem para facilitar a compreensão do ouvinte, dar beleza estética e também para que o apresentador possa melhor concatenar as suas ideias. A ausência de pausas torna a fala inadequada e distrai a atenção dos ouvintes.

9. Ausência de gestos
Algumas pessoas colocam as mãos atrás ou na frente do corpo ou ainda na cintura (tipo açucareiro), cruzam os braços ou enfiam as mãos nos bolsos e não fazem gestos. Uma gesticulação adequada reforça o conteúdo da fala.

10. Postura inadequada
Pensando na posição dos pés, podemos fazer uma analogia com o relógio. Existe a posição “quinze para o meio dia”, “Meio dia e quinze” e “dez para as duas”. São inadequadas, desviam a atenção dos ouvintes e geram certa deselegância.

11. Olhar perdido
Há aqueles que olham para cima ou para baixo ou apenas para algumas pessoas. O ideal é que se olhe nos olhos das pessoas, envolvendo-as plenamente.

comunicação

12. Aparência deselegante
Um toque de classe, de sensibilidade, de bom senso e de bom gosto nunca é demais. Só que algumas pessoas exageram no contrário, ou seja, são relaxadas mesmo, desde uma roupa suja ou um sapato sem graxa e malcuidado até desleixo em detalhes de asseio e aparência corporal.

Em síntese, essas são as dificuldades mais comuns que ocorrem na comunicação das pessoas. O importante ao fazer uma análise sobre os problemas é que a parte mais difícil é justamente a descoberta, pois a solução é relativamente simples, dependendo apenas de destreza experimental e orientação adequada.

Descubra, portanto, quais são as suas dificuldades de comunicação, invista na sua solução e esteja certo de que sua vida será bem melhor.

 

(*) Reinaldo Passadori é professor e diretor do Instituto Passadori, especialista em Desenvolvimento Humano e Comunicação Verbal



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui