Recursos/White Papers

Carreira

7 medidas que ajudam a retomar o prazer pelo trabalho

E a minimizar o impacto negativo que os problemas cotidianos têm sobre o ânimo desses profissionais

Meridith Levinson, CIO/EUA

Publicada em 06 de abril de 2018 às 07h42

A sensação de que o sentimento de prazer pelo que se faz é algo previsível na carreira de muitos profissionais de TI. A natureza da demanda nesse tipo de trabalho, somado à falta de respeito e confiança das demais áreas leva muitos executivos a lamentar sua atual situação.

Atualmente, cresce o número de profissionais de TI insatisfeitos. E isso tem uma relação direta com um dos mais tediosos trabalhos nessa função: cortar custos, mantendo as luzes acesas. Afinal de contas, precisa sobrar algum para financiar a inovação.

Confira alguns conselhos que os próprios CIOs dão para fugir dessa rotina tediosa da TI e voltar a se sentir motivado pelo trabalho.

1. Estimule o orgulho na equipe
Desenvolver o espírito de time e de camaradagem entre os profissionais de TI minimiza a sensação de burocracia que se abate sobre o dia a dia da área de tecnologia.

A fórmula tem sido utilizada pelo Senior Director of Global Services da Eze Castle, Mark Cobb. “O que ainda me excita é quando eu paro e olho para o ambiente de trabalho e vejo os meus funcionários fazendo piadas, indo almoçar juntos, marcando eventos no final de dia. Essas coisas tornam o trabalho fantástico, mesmo que trabalhando muito”, pontua.

2. Busque novos desafios no trabalho
Em uma comunidade no LinkedIn, um CIO de uma grande empresa que não quis se identificar, lembra que depois de 12 anos em TI, ele passa a maior parte do seu tempo com relatórios, políticas e enxugando cada centavo na área de tecnologia.

A saída para fugir desse cotidiano burocrático, acredita a vice-presidente de TI do banco de investimentos Lazard, Jayasheree Raju, é explorar novas possibilidades dentro da empresa, principalmente quando a tecnologia não é bem utilizada pela corporação. “Isso ajuda a aumentar o escopo do trabalho e a entender de áreas não ligadas à TI”, diz Jayasheree.

Um diretor de TI de uma empresa pública norte-americana notou que ele saiu do marasmo da sua função quando criou decidiu reinventar seu departamento. “Enquanto existe alguém para manter o dia a dia da operação e lidar com tarefas administrativas, o CIO precisa olhar para o futuro”, informa o executivo, que acrescenta: “E essa é a parte excitante de trabalhar com tecnologia. Afinal, quem sabe o que virá?”

3. Trabalhe em um projeto prazeroso

Outro antibiótico contra o monstro da burocracia é manter um projeto de estimação. Quem dá a receita é o profissional de TI independente Rod Carr.

“Sempre procuro ter um ou dois projetos de estimação em andamento. Isso me mantém na ativa”, relata Rod. Entre os caminhos, ele cita que o CIO pode desde buscar um projeto ligado a sistemas até preparar um gerente para uma promoção.

Carr comenta que as atribuições de um CIO devem ser uma mistura balanceada de trabalho e prazer.

4. Promova seu trabalho
Algumas das causas de fadiga no trabalho de TI têm relação com a falta de reconhecimento. O CIO acaba muito envolvido em questões burocráticas e no controle do orçamento, o que faz com que a empresa não o enxergue como alguém essencial ao negócio.

Para a diretora interina de TI daSpinSci Technologies, Josette Rigsby, a única forma de reverter isso é reforçar a contribuição que o CIO pode dar à saúde financeira da empresa. “Se você tem a impressão de estar ajudando efetivamente a empresa a crescer sem aumentar os custos, deve divulgar isso”, comenta. “Quando consertamos algo, esquecemos de fazer autopromoção”, conclui.

5. Elogie, mesmo que a si mesmo
Quando ninguém na empresa lhe dá a atenção necessária: assuma esse papel. O cofundador e CEO da Netrolix, Wesley Jensen, comentou em um fórum do LinkedIn que mantém em seu computador um arquivo, “dentro dele, mantenho um registro de conquistas nas empresas pelas quais passou e de modernizações de tecnologias e de processos”, diz Wes.

Um documento desse tipo pode ser algo útil. Na hora de preparar um currículo novo, por exemplo, essas informações sobre realizações podem ajudar a reforçar a lista de competências.

6. Delegar é preciso
Os profissionais ouvidos pela CIO recomendam escolher alguém dentro da equipe para assumir as tarefas cotidianas que perturbam a existência de diretores e de gerentes de TI. Sempre haverá quem faça esse trabalho com os olhos brilhando. E, ao delegar, o executivo pode concentrar seus esforços no que realmente interessa.

7. Volte às origens
Relembrar qual motivo levou o CIO a seguir a carreira em TI pode ser uma forma de reavivar o amor pela área e minimizar os inconvenientes do cotidiano.

Um participante do LinkedIn lembra que, quando estava se esquivando de balas durante sua época no Exército, usava essa técnica motivacional para justificar a troca do sofá pelas trincheiras. “Eu lembrava que acredito no que estou fazendo”, diz. “Passava a ter a impressão de todo o risco e os esforços valerem a pena” e “ainda era melhor que fazer nada, do que ficar parado”.

 

prazertrabalho


Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui