Recursos/White Papers

Carreira

CIOs transformadores conquistam o prêmio IT Leaders 2017

A 17ª edição do prêmio revela aumento considerável de projetos inovadores voltados para a digitalização dos negócios, com foco na melhoria do nível de satisfação dos clientes externos

Da Redação

Publicada em 06 de dezembro de 2017 às 09h14

A medida em que a nova economia digital emerge da ruptura, os CIOs estão vendo sua última oportunidade de atravessar a fronteira digital e conquistar seu direito de jogar na próxima fase. Boa parte dos vencedores da edição 2017 do Prêmio IT Leaders já despertou para essa realidade e está empenhada em ser o drive de inovação em suas empresas.

Mais uma vez, o estudo procurou mapear o dia a dia corporativo dos IT Leaders, suas aspirações e preocupações. Agora com foco no seu posicionamento e ações diante do cenário de Transformação Digital. O questionário foi acessado por mais de 300 CIOs e completado por 221 deles, dos quais 100 atingiram pontuação para figurar na lista dos líderes mais preparados para essa jornada de ruptura com o atual modelo de operação da TI.

Basta olhar para os 20 primeiros colocados para perceber que a digitalização dos negócios já impacta segmentos diversos. Não é um movimento isolado. Atinge verticais que trabalham diretamente com o consumidor hiperconectado, e que já começaram a responder às exigências desse novo cenário com o desenvolvimento de soluções digitais criativas e inovadoras, em alguns casos realmente pioneiras nas suas áreas de atuação.

A necessidade de mudança, em um cenário econômico em recuperação, explica o fato de pela primeira vez em seis anos o percentual de CIOs que declararam ter orçamentos maiores no próximo ano ter superado a casa de 60%. O número é 13 pontos percentuais maior que o registrado para 2017.

A pesquisa deste ano comprova que o CIO não é mais o lobo solitário da tecnologia, nem se sente o dono absoluto da inovação: 73% dos CIOs que responderam a pesquisa disseram que consideram a TI como facilitadora da inovação e 53% se declararam muito mais próximos e colaborativos dos CMOs de suas empresas. O envolvimento direto desses profissionais com os negócios fica evidente quando 76% deles declaram participar de reuniões com a diretoria da empresa para avaliar novas estratégias junto aos clientes.

E 73% informam que realizam reuniões periódicas com as áreas internas para entender as demandas e necessidades do negócio. Transformar os processos de negócio é a grande meta, junto com melhorar a experiência do consumidor.

Abraçando a ruptura
Agile, DevOps e Design Thinking são o novo normal, assim como mobilidade e nuvem. Os líderes de TI fizeram a lição de casa e estão tratando de mudar as práticas dos departamentos de tecnologia para criar sucessos rápidos para os seus parceiros de negócio. Segundo 64% dos CIOs, essa é a ação mais importante em 2018 para melhorar e ampliar o relacionamento com as demais áreas da empresa.

No radar tecnológico do próximo ano, Machine Learning e outros segmentos da Inteligência Artificial, assumem posição de destaque, com 70% deles interessados em investir em provas de conceito de aprendizado de máquina e 60% em sistemas cognitivos. Não por acaso, Big Data e Analytics, surpreendentemente, tomaram o lugar de Segurança entre as prioridades para 2018.

Pilotos de Blockchain e Internet das Coisas também já aparecem entre os planos de investimento para os próximos 12 meses. Motivar e treinar a equipe nessas novas tecnologias e em como usá-las em prol do negócio é a atividade considerada prioritária para a maioria dos respondentes, a qual eles gostariam de dedicar a maior parte do seu tempo. Não é para menos. Para 70% deles a principal preocupação é contratar, treinar e reter talentos. E 66% estão preocupados em prover conhecimentos de negócio para suas equipes.

Outra preocupação recorrente é em relação a integração dos novos serviços de TI com o legado: em 2016 ela tirava o sono de 45% dos CIOs. Hoje, esse índice subiu para 61%. Não por acaso, 83% deles responderam que o papel do CIO está se tronando cada vez mais desafiador. Em 2017, o cabo de guerra entre inovar e reduzir custo operacional concentrou as atenções: 82% disseram que o principal objetivo de negócios atendido pela TI foi na área de criação e revisão de processos de negócio para inovação e 73%, que a TI esteve envolvida em projetos de redução de custos operacionais da empresa.

Está cada vez mais difícil trocar o motor com a máquina da transformação já em movimento.

imagem1

Finalistas e vencedores

 1. Agronegócio
Vencedor: 
Odércio Claro - Yara Brasil Fertilizantes
Eduardo Marcelino - Gavilon
Paula Cristina Agulhas Rebelo - Cocamar Cooperativa Agroindustrial

2. Alimentos e Bebidas
Vencedor: Fernando Brocaneli - Bunge
José Henrique Cordeiro Oliveira - Santa Amália
Luis Phelipe Castro - Coca-Cola Brasil

3. Automobilística
Vencedor: André A. Brasil - Meritor
Eduardo Lucas Pinto - PlastParts
Helder Willi Kohs - Continental

4. Bens de Consumo
Vencedor: Agenor Leão de Almeida Junior - Natura
Márcio Braguiroli Krauser - Grupo Legrand
Nilson dos Reis Ferreira - Embelleze

5. Comércio
Vencedor: Francisco Augusto Dias Neto - Armazém Paraíba
Silvério Wagner Silva - Lojas Rede
Ubirajara Nascimento Santos - Supermercados ABC

6. Construção e Engenharia
Vencedor: Igor Gomes - Construtora Tenda
Kaio Fabio Gonçalves Mata Souza - EBM Incorporações
Reinaldo Sima - MRV Engenharia

7. Educação
Vencedor: Joaldo Diniz - Grupo Ser Educacional
Helio Rubens Soares - Universidade Universo
Marcone Maciel Barros - Faculdade Pernambucana de Saúde - FPS

8. Farmacêutica/Química
Vencedor: Eduardo Kondo - Laboratórios Aché
José Luiz Junqueira Simões - União Química Farmacêtica Nacional S/A
Maurício Vieira - Sanofi 

9. Finanças - Bancos
Vencedor e também Top IT Leaders 2017: Maurício Machado de Minas - Bradesco
Carlos Augusto de Oliveira - Banco Original
Eugênio Fabbri Neto - Banco Pine

10. Finanças - Seguradoras
Vencedor: Curt Cortese Zimmermann - Bradesco Seguros
Ana Lúcia Santi D'Amaral - Liberty Seguros
Marcelo Hirata - IRB Brasil

11. Governo
Vencedora: Cláudia Maria de Andrade - Receita Federal

Paulo Henrique Silva Jorge - Helatrice GPNET Brasil - PMSP

12. Grupo/Holding
Vencedor: Diogo Henrique Martins - ALGAR
Cristiane Gomes - Grupo CCR
Rodrigo Barreto Vasconcelos - Grupo J Sleiman

13. Manufatura
Vencedor: Alexandre Baulé - Embraer
John Vaine Lincoln Cabral - Liasa
Ronaldo N. Ribeiro - Cenibra

14. Mulheres
Vencedora: Cláudia Maria de Andrade - Receita Federal
Cristiane Gomes - Grupo CCR
Fernanda Morais de Carvalho - Page Group

15. Recursos Naturais/Energia
Vencedor: Osvaldo Antonio Pazianotto - Sabesp
Antonio José Narváez Romero - AES Eletropaulo
Eduardo Magalhaes Barbosa - Kinross Gold

16. Saúde
Vencedor: Luiz Carlos Guimarães Jr. - Unimed Volta Redonda
Carlos Eduardo Cruz - Laboratório Humberto Abrãao
Marcelo Castiglioni de Jesus Galvão - OdontoPrev

17. Seviços
Vencedor: Danilo Zimmermann - Alelo
Alexandre Donner - InfoGlobo
Marcos Gimenes - JCDecaux

18. Transporte e Logística
Vencedor: Paulo Palaia Sica - Gol Linhas Aéreas Inteligentes
Diego Neufert - TCP
Jardel Fischer - Portonave

O ranking Premier 100 IT Leaders está em sua 17a edição e é uma realização da COMPUTERWORLD Brasil. Para entrar no ranking é preciso responder a uma extensa pesquisa, com mais de 90 perguntas, que procuram mapear a excelência desses profissionais em gestão de equipes, gestão de tecnologia, liderança corporativa, envolvimento no negócio, inovação, execução e estratégia de transformação digital. 

Em 2017, o evento de entrega do prêmio tem o patrocínio das empresas Wipro, UOLDiveo, Intel, SAS, Locaweb e Cognizant.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui