Recursos/White Papers

Carreira

Oito arquétipos de CDOs

CEOs e conselhos estão buscando diretores capazes de usar a análise de dados para transformar seus negócios. A Heidrick & Struggles identificou oito perfis para ajudar as empresas a encontrarem esses profissionais

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 17 de março de 2017 às 16h34

Os Chief Data Officers (CDOs) estão entre os executivos mais procurados entre as corporações para as quais a análise de dados se tornou pedra angular das estratégias digitais. Mas a corrida para promover peritos em análise de dados para o papel CDO criou um novo desafio: encontrar líderes que consigam usar dados para ajudar a conduzir a transformação dos negócios.

Não são poucas as empresas nos Estados Unidos que têm promovido gerentes para o papel CDO baseadas na magia técnica destes profissionais, em vez de suas capacidades de liderança, diz Joshua Clarke, sócio da Heidrick & Struggles, que destacou o problema no relatório "Escolhendo o diretor de dados correto".

Muitos desses CDOs conseguiram normalizar dados e alavancá-los para melhorar a tomada de decisões, mas muitos falharam por não terem conhecimento empresarial. Isso criou um "vácuo de liderança" no qual o CDO nem sempre está qualificado para falar a língua do negócio, muito menos aplicar dados para obter uma vantagem competitiva ou transformar o negócio, diz Clarke.

Se esse paradoxo parece familiar, é porque o papel do CIO seguiu um caminho semelhante. Durante grande parte das duas últimas décadas, os líderes de TI foram promovidos a CIOs com base em seus conhecimentos tecnológicos. Mas à medida que mais empresas reconheciam que a tecnologia poderia ser a alavanca para obter vantagem estratégica, os conselhos empresariais começaram a procurar CIOs que demonstraram excelentes habilidades de liderança. CIOs que comprovadamente estavam em condições de se associar com seus pares das áreas de negócio para impulsionar a estratégia de crescimento das organizações.

Os CIOs de hoje são capazes de criar soluções que atendam às necessidades dos funcionários e clientes, bem como de demonstrar capacidade de pensar fora da caixa para ajudar suas empresas a ficar à frente dos concorrentes.

Embora o CDO não precise ser um cientista de dados com Ph.D, ele ou ela deve ser capaz de contratar e trabalhar com tais profissionais para atingir objetivos de análise corporativa.

CDOs8arquetipos

Para ajudar as empresas a descobrirem que tipo de líder necessitam para pastorear estratégias de dados, Clarke e Rayn Bulkosk, também sócio da Heidrick & Struggles, entrevistaram 82 executivos de dados e Analytics e identificaram oito arquétipos de CDOs.

1 - O Profeta - Os profissionais com qualidadespara fazer análises preditivas representraram ao maior número (34%) de CDOs entrevistados por Clarke e Bulkoski. Como "líderes de aprendizagem", procuram expandir seus conhecimentos e aprimorar seus conhecimentos - tanto que têm sido promovidos com base nesse conhecimento técnico. Eles coletam dados, refletem sobre ele e tomam suas decisões. Mas sua natureza reflexiva é um calcanhar de Aquiles. Não raro, esperam muito tempo para tomar uma decisão e perdem janelas de oportunidade. "Essa cautela pode ser incapacitante na fase de" transformação ", quando a rapidez no mercado e a vantagem do primeiro movimento são críticas", escreveram Clarke e Bulkoski.

2 -  O Piloto: Com 22%, os pilotos são essencialmente visionários estratégicos que podem transformar conceitos em ação e resultados, diz Bulkoski. Eles apreciam ambientes que resistem a interrupções significativas, como mercados em rápido movimento e startups, onde ideias de rápida execução são essenciais. Ao contrário dos profetas, os pilotos são imunes à "paralisia de análise" e estão abertos a trabalhar com outras pessoas. Mas os pilotos às vezes podem empurrar seus colegas de trabalho a agirem mais rápido do que eles estão dispostos e prontos. Além disso, os pilotos lutam em ambientes rígidos, com aversão ao risco, repletos de microgerentes que preferem abordagens conservadoras.

3 - O Colaborador: Com 20%, gostam de jogar em equipe, com profetas e pilotos jogando junto, ao seu lado, se destacando e compartilhando o crédito pelo sucesso coletivo. Às vezes, no entanto, sua obsessão por cultivar pessoas e relacionamentos vem às custas da visão estratégica e do planejamento. Eles podem lutar para se afirmar - tanto que podem vir a ser o melhor apoio para os Pilotos.

Os  cinco arquétipos restantes são:

  • 4 - Produtor (7 por cento) - centrado na tarefa, orientado para resultados, é um pensador linear
  • 5 - Energizador (7 por cento) - carismático e inspirador
  • 6 - Fornecedor (5 por cento) - orientado para a ação e confiante na sua metodologia
  • 7 - Compositor (4 por cento) - solucionador de problemas, criativo
  • 8 - Harmonizador  (1 por cento) - prospera em ambientes positivos e estáveis.

arquetiposCDOs
(Abra em uma nova janela para ampliar)

O amplo espectro de arquétipos é animador, diz Clarke, acrescentando que, há três anos, a Heidrick & Struggles recrutava profetass e raramente encontrava outros tipos de CDO. Além disso, 94% dos CDOs entrevistados disseram que seus papéis mudaram de escopo e complexidade mais de uma vez nos últimos cinco anos.

"Isso mostra que o papel de CDO é fluido", diz Clarke. "As empresas estão evoluindo os papéis e as exigências e os líderes precisam evoluir para permanecerem relevantes."

De acordo com os sócios da Heidrick & Struggles,  o mercado de CDOs está crescendo rapidamente. Em 2015, a Forrester Research informou que 45% das 3 mil maiores empresas globais tinham nomeado um CDO e 16% esperavam fazê-lo nos próximos 12 meses. A Heidrick & Struggles recrutou 100 CDOs em 2016, 20% a mais do que em 2015, de acordo com Clarke.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui