Recursos/White Papers

Carreira

É possivel aprender a fazer networking? Sim

Domine sete técnicas para criar e manter uma boa rede de relacionamentos

Da Redação, com IDG News Service

Publicada em 04 de março de 2017 às 17h04

Muita gente sente um certo nervosismo quando precisa abordar outra pessoa ou ser apresentado a alguém importante. Mas para quem é naturalmente tímido, introvertido, ou ambos, fazer o chamado networking (estabelecer uma rede de contatos) profissional pode ser tão difícil quanto completar uma maratona.

Segundo a autora do livro How to Survive, Excel and Advance as an Introvert (Como Sobreviver, Destacar-se e Progredir sendo um Introvertido), Naomi Karten, os introvertidos são menos propensos a iniciar uma conversa. Isso pode ser uma desvantagem significativa no mundo corporativo, em que o sucesso na carreira depende da construção de relacionamentos sólidos.

Mas é possível aprender a fazer networking? Sim, de acordo com Karten, que dá sete dicas de como criar uma rede de contatos.

1- Desenvolva a ideia certa
Não comece um dizendo que está precisando disso ou daquilo, agindo assim você estará apenas sendo indiscreto e inconveniente.

Uma das formas de abordar as pessoas é ter sempre em mente a ideia de que networking é um caminho de mão-dupla. Ouvir é tão importante quanto falar. Deixe sua curiosidade e espontaneidade guiarem a conversa. Mas seja direto, objetivo, não perca o foco, pergunte, ouça mais e fal pouco.

Gaste algum tempo treinando o seu discurso. Simule uma situação em que tenha de descrever seu trabalho, por exemplo. Desta forma, você estará preparado para ir direto ao ponto quando alguém lhe perguntar o que faz.

2 - Defina objetivos
Os mentores de carreira costumam mencionar a rede de relacionamentos como um caminho-chave para conseguir um novo emprego. Mas essa rede é importante também dentro da companhia, para levar seus projetos adiante ou avançar com ideias. Todo profissional precisa de aliados ou até mesmo de segundas opiniões para questões mais específicas. Para chegar a esse ponto, uma boa estratégia é criar uma lista do que se almeja alcançar. 

Tenha clareza do que busca. Isso não só dá as bases para a criação de bons relacionamentos, como também motiva os interlocutores.

Procure as pessoas que você tem certeza que acrescentarão algo novo, mesmo que estejam fora do seu nicho de atuação. 

3 – Tire proveito de sua zona de conforto
Alguns gestores sentem-se à vontade dirigindo-se a centenas de pessoas, ou a grupos pequenos. Mas, curiosamente, acham assustador o meio-termo, como coquetéis. 

Para melhorar sua rede de relacionamentos, é preciso tirar melhor proveito das situações confortáveis. O profissional deve observar seu próprio comportamento para entender o que funciona mais para ele.

Falar para multidões não constrói relacionamentos pessoais, mas pode ser uma boa ocasião, por exemplo, para provocar uma conversa particular, depois.

4 – Saiba mapear as oportunidades de relacionamento
A parte mais importante da construção de uma rede de networking é a identificação das pessoas com as quais vale manter relacionamentos. Lembre-de, networking não é quantidade. É qualidade.

networking625CIO

Um bom começo pode ser criar uma agenda de compromissos em associações de classe, nas quais o profissional pode apresentar-se e travar conversas. Mas é importante não ficar limitado a esses eventos. É importante sempre ir aos locais onde o profissional será visto e reconhecido.

É possível fazer muitos contatos nesses eventos. Eles são ótimas oportunidades para conhecer pessoas interessantes, futuros parceiros de negócios e manter um relacionamento com o mercado.  As filas também são uma ótima oportunidade para dar início a um bate-papo.

As redes sociais também são, plataformas essenciais hoje para todos os que desejam investir em networking. Com foco na audiência, eleja aquela na qual se sente mais confortável em interagir e consulte perfis de amigos e parceiros de negócios para conhecer o padrão de interação de cada um. 

As redes sociais são muito úteis também para não perder de vista antigos amigos e colegas de trabalho, não só contatar pessoas com as quais você conversa freqüentemente. Se você quer reencontrar um velho amigo, sempre pode procurá-lo pelo nome e, se encontrá-lo, enviar um convite para fazer parte da sua rede. 

Organize seus contatos por nível de confiança e área de conhecimento. Digamos que você tenha decidido que chegou a hora de procurar um novo emprego e, por isso, começar a contactar as pessoas da sua rede. Você deve estabelecer círculos concêntricos com base em níveis de confiança e iniciar o contato com seu núcleo mais próximo primeiro.

 Maximize as ferramentas de sua rede social 
É interessante maximizar conexões de suas redes, como Facebook, LinkedIn, Twitter, etc. Em todas, há grupos que estão ligados aos seus interesses, pessoais e profissionais. Eles podem ser a porta de entrada para novas oportunidades.

Mantenha o seu perfil sempre atualizado e com as informações que forem necessárias. Mesmo que você já tenha passado por diversas organizações, não há necessidade de listar o histórico de forma individual. Seja claro e objetivo.

– Ofereça algo quando travar contatos 
É importante acrescentar valor cada vez que estabelecer um novo contato. Pense sempre: o que posso oferecer? Nem sempre é confortável para o outro mostrar o que quer.

7 – Comprometa seu tempo
Profissionais introvertidos estão acostumados a deixar oportunidades de relacionamento passarem. Uma maneira de evitar que isso aconteça é comprometer algum tempo reforçando os laços. Marque cafés da manhã ou almoços. Essa prática, quando incluída na rotina diária de negócios do profissional, torna mais fácil a criação de uma rede de relacionamentos e o desempenho social.

Uma rápida saída para um cappuccino pode render frutos e informações valiosas.



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui