Recursos/White Papers

Carreira

Como reencontrar a motivação na carreira

Aqui vão algumas injeções de ânimo para recobrar o gás

Da Redação

Publicada em 10 de novembro de 2016 às 15h55

Eric Reed sabe uma coisa ou outra sobre armadilhas profissionais. Por exemplo: ao longo dos anos observou gerentes de TI encantados com os muros levantados pela tecnologia para lhes protegerem e esqueceram de usar ferramentas computacionais para atingir benefícios de negócio. Viu, também, outros executivos que conversam nos seus departamentos, mas não possuem habilidade para sair do discurso técnico (que os impossibilita sair de uma posição operacional). 

Hoje, ele é grato por ter vencido desafios em sua própria carreira e sustenta o momento. Reed é CTO da GE Capital. Com um objetivo em mente, ele e outros profissionais experientes foram indagados pela Computerworld para dar alguns conselhos sobre como não encalhar na carreira de tecnologia em uma posição de gerência média. Veja. 

Faça um mapa – Tão importante quanto saber onde você quer chegar é como você vai fazer para chegar até lá. Piera Palazzolo, vice-presidente da Dale Carnegie Training, especialista em gestão de melhoria de negócios, recomenda começar o processo com uma autorreflexão. Ter um mapa em mãos permite saber como as coisas têm evoluído ou não. Outra dica é conversar com profissionais que admira, dentro e fora da companhia, para determinar como essas pessoas chegaram onde chegaram, o que fizeram para isso e, eventualmente, descobrir quais as posições se abriram em sua empresa ou mercado.

Tente novas perspectivas – Muitos gostam de falar do conceito de “transitar pelo chão de fábrica”. Mas James Stanger, diretor de desenvolvimento de produtos da CompTIA, sugere ir além das conversas com níveis distintos de sua organização e aconselha indagar os próprios clientes de sua empresa para ver como enxergam o mundo. “Nas posições de gerência média, devido a exigências da rotina, as pessoas tendem a ficar meio cegas e não se colocarem no lugar dos outros”. Experimente perguntar aos seus interlocutores: “O que você acha sobre determinado problema? Qual a sua perspectiva? Poderia explicar sua necessidade sobre esse tema?”.  

motivacao

Encontre oportunidades de liderança - Para continuar a aperfeiçoar suas habilidades de liderança, procure oportunidades – especialmente aquelas fora do seu departamento. “Trabalhos, mesmo que voluntários, que lhe exponha a contatos com diretores é sempre uma boa. Saia do seu silo que, com isso, mais pessoas saberão quem você é”, diz Carly Goldsmith, especialista em carreira. Ela sugere procurar projetos e comitês que lhe ajudem a desenvolver novas habilidades. 

Seja perfeccionista – Claro que ninguém é perfeito, portanto, a mensagem aqui é: procure mais responsabilidades e desempenhe sua função de maneira que extrapolem as expectativas. Sean Andersen, diretor de serviços interativos do parque de diversões Six Flags, trabalha com gerentes de TI espalhados por 18 sites. Ele percebe que aqueles profissionais apenas preocupados em “manter a casa em ordem”, normalmente, passam desapercebidos. Agora, os que se arriscam em alguns projetos ganham pontos em oportunidades futuras. 

Aprenda constantemente e compartilhe suas descobertas –Proteja-se de ficar obsoleto. Eis um conselho valioso tanto para atributos de ordem técnica quanto gerencial. Todo mundo precisa construir constantemente novas habilidades e reciclar conceitos antigos. “A ideia é permanecer em constante aprendizado”, comenta Stanger, da CompTIA. Busque cursos, certificações, etc. Quem é igual aos outros trabalhadores terá que trabalhar mais para se diferenciar.  

Compense seus defeitos – Reed, CTO da GE Capital, admite que, no passado, não pensava muito sobre o impacto de suas decisões sobre outras pessoas. Com isso, não via muitos problemas até que eles estourassem em suas mãos. No longo prazo, isso pode minar uma carreira. Agora, ele tenta ficar atento aos “pontos cegos” de suas capacidades e trabalha para manter em mente que precisa compensar isso de alguma forma. “Ouça os membros de sua equipe, seus pares e seus supervisores”, aconselha Bernadette Rasmussen, vice-presidente e CTO da Health Care Service Corp. (HCSC). 

Saiba como sua empresa ganha dinheiro… - não basta ter uma noção genérica de como a roda gira na sua companhia. Os requerimentos são cada vez mais elevados. Assumir uma posição de liderança exige que se saiba como a organização opera e, o mais importante, como ganha dinheiro. “Muitas pessoas simplesmente não ligam para isso”, observa Reed, que aconselha gastar mais tempo com colegas das divisões de negócios para colher insights que lhe ajudem a tomar decisões mais espertas, mesmo que sejam para ser aplicadas apenas no departamento de TI. Se esse for o caso, compreenda quais ferramentas tem maior impacto no resultado da companhia e priorize esse tipo de projeto. 

… e use o conhecimento aplicado a resultados de negócio – Um gerente médio de TI certamente conhece bastante de tecnologias. Aqueles que aspiram por uma posição no C-Level deve estabelecer determinadas prioridades para entender como suas entregas e prioridades beneficiam a companhia. Resumindo: mostre o ROI. “É preciso mudar a perspectiva de apresentar os benefícios da tecnologia para apresentar a forma como aquela tecnologia impacta nos resultados da organização”, comenta Rasmussen da HCSC. “Conecte pontos e de uma perspectiva de adição única de valor a suas atividades”, adiciona. 

Seja o especialista que as pessoas procuram – Seja mais do que aquele cara que sabe bastante sobre determinado assunto... seja “O” cara. Theresa Caragol aprendeu isso durante sua escalada nas estruturas corporativas. “Se você é o melhor e tem profundo conhecimento, as pessoas dirão ‘quer entender sobre determinado assim? Precisa conversar com aquela pessoa’”, afirma a executiva que agora é vice-presidente de canais da Extreme Networks que se posiciona como especialista em software-defined networking (SDN). 

Não puxe o tapete – Quem quer brilhar, precisa saber fazer o time também brilhar. Assim, talvez, ao invés de puxar o tapete do seu atual diretor, o melhor seria fazer ele crescer na organização e, a medida que ele sobe de posição, puxa você para cima também. Tenha conversas francas e regulares com esse profissional expondo seus objetivos e interesses. Coloque o mesmo esforço naqueles que estão abaixo de você, o que pode ajuda-lo bastante a ter a atenção pela qual luta. 

Evite tropeços – Para evoluir de maneira menos dolorosa possível, preste atenção esses três pontos:

1. Não espere sentado por uma oportunidade. Dificilmente ela cairá do céu

2. Não enrole em um trabalho que não gosta ou que não é adequado. Isso o deixará desmotivado

3. Não se esconda. Ficar preso na zona de conforto não é uma alternativa



Reportagens mais lidas

Acesse a comunidade da CIO

LinkedIn
A partir da comunidade no LinkedIn, a CIO promove a troca de informações entre os líderes de TI. Acesse aqui